Fake News: Bitcoin não foi vendido a US$ 24.000 no Irã

Recentemente, com o ataque aéreo no aeroporto de Bagdá, ordenado pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que matou o chefe da elite da Força Quds da Guarda Revolucionária Iraniana, general Qasem Soleimani, grande parte da mídia especializada em Bitcoin e criptomoedas, incluindo o Cointelegraph, noticiou que o preço do BTC teria chegado a ser negociado por US$ 24 mil no Irã.

Contudo a informação não é verdadeira e o preço do Bitcoin naquele país não viu uma 'alta' meteórica após a morte do general e a possível entrada do país em uma nova "Guerra Mundial". Os valores divulgados na plataforma Localbitcoins foram mal interpretados por conta de uma confusão entre o câmbio oficial e o câmbio que é realmente praticado no país.

Acontece que o Rial iraniano (TIR) que ​​é o nome da moeda do Irã vem sofrendo inúmeras depreciações desde o final de 2011 devido a uma série de sanções ao país feitas pelos EUA e Europa. Para lidar com a pressão causada pela desvalorização da moeda e o rápido aumento no custo de produtos importados, os governante adotaram várias políticas paralelas de taxa de câmbio e um controle total da taxa de câmbio oficial de um dólar para 42.000 rials.

Seguindo esta taxa, o preço da ordem pendente na LocalBitcoins, ou seja, 1 bilhão de rials por 1 bitcoin, teria originado o valor de US$ 24 mil, contudo a taxa oficial não é a taxa que é aplicado aos cidadãos do país. No total o Irã possui três taxas de câmbio, a oficial, a Nima e a 'mercado aberto'.

A taxa que é usada pelos cidadãos é chamada de 'mercado aberto' e nela, são necessários cerca de  125.000 TIR por dólar porém o valor pode ser ainda maior chegando a 130.000 TIR e 146.000 TIR por dólar nas 'ruas', onde o comércio realmente acontece.

Desta forma a ordem de venda de Bitcoin na LocalBitcoin não foi publicada da US$ 24 mil, mas perto de US$ 7.200, que era o valor praticado na data em que o ataque ocorreu.

Como noticiou o Cointelegraph, a alta mundial do Bitcoin pode também não ter qualquer relação com o recente ataque de Trump ja que o movimento ascendente do BTC, que saiu de US$ 6916 para US$ 7387 começou antes de qualquer notícia sobre o ataque.

"A razão mais provável da subida do Bitcoin é simples, o mercado. Ele ricocheteou em US $ 7.000. É isso aí. E aconteceu no início da tarde de quinta-feira, horário da costa leste dos EUA, antes que os mercados soubessem de qualquer ataque aéreo no Oriente Médio. O BTC apenas se comportou como previam analistas, batendo em um suporte e depois subindo. O preço do bitcoin não subiu porque alguns capitalistas temiam uma nova Guerra Mundial, ele foi somente vendido em excesso e os comerciantes compraram a queda", destacou o jornalista W. E. Messamore.

Confira mais notícias