Bobby Lee lamenta ter apoiado SegWit2x do Bitcoin e diz que ele era ‘extremamente perigoso'

O SegWit2x, tentativa fracassada de hard fork do Bitcoin (BTC) de 2017, era "extremamente perigoso e irresponsável", diz um CEO que anteriormente era um dos seus maiores apoiadores.

Em uma série de “tuítes” em 16 de novembro, Bobby Lee admitiu que estava errado em divulgar a solução de escalabilidade do Bitcoin há muito morta.

Lee: "O Bitcoin é o verdadeiro Bitcoin"

Cofundador da exchange de criptomoedas BTCC e CEO do fabricante de carteiras Ballet, Lee foi um dos signatários originais do SegWit2x, que visava aumentar a capacidade de rede do Bitcoin dobrando seu tamanho de bloco para 2 megabytes.

"Dois anos atrás, eu pensei que o SegWit2x era o melhor caminho a seguir para o Bitcoin", escreveu Lee. Ele continuou:

“Desde então, percebi que era extremamente perigoso e irresponsável pressionar por um hard fork contencioso sem proteção de reprodução, especialmentr quando não havia consenso. Mea culpa! O Bitcoin é o verdadeiro Bitcoin.”

O SegWit2x foi amplamente visto como uma tentativa de seus patrocinadores corporativos de comandar o desenvolvimento do Bitcoin, ao contrário do ethos da descentralização.

À época, a vontade de Lee de abraçá-lo não encontrou acolhida nem mesmo de seu próprio irmão, o criador do Litecoin (LTC), Charlie Lee, que descreveu sua perspectiva como "realmente patética".

Bitcoin Cash é só "barulho"

O esquema, também conhecido como New York Agreement ou NYA, surgiu no momento em que o par BTC/USD estava iniciando a subida para seus máximos históricos de US$ 20.000 e as taxas de transação eram consideravelmente mais altas do que os níveis atuais. Outros participantes insatisfeitos com o status quo tentaram resolver a situação por outros meios, como o hard fork Bitcoin Cash (BCH) em agosto de 2017.

Ainda uma fonte de discórdia, os apoiadores do BCH sustentam que a altcoin é de fato o Bitcoin "real". Sobre isso, Lee também foi desdenhoso.

"No Bitcoin, existe a noção de consenso em que a maioria do poder de hash decide a cadeia real. Da mesma forma em nosso mundo, o mercado decide sobre o Bitcoin real, aquele com maior valor de mercado”, escreveu ele.

Perguntado se ele acreditava que o BCH poderia reivindicar ser o Bitcoin, ele concluiu:

"Para mim, é bastante óbvio que o mercado já decidiu. Real versus barulho.”

Na semana passada, Lee afirmou que acreditava que o Bitcoin subiria para US$ 500.000 até 2028 e, finalmente, poderia valer milhões de dólares.