Especialistas citam especialização como chave para incorporação de blockchain a serviços financeiros

Quatro especialistas discutiram o futuro da blockchain em serviços financeiros, concordando sobre a importância da especialização em um painel de derivativos cripto durante a Synchronise Europe hoje em Londres, 18 de junho.

Parte do conceito original do blockchain precisa estar disponível publicamente, para ser materialmente modificada e atender às necessidades de diversos serviços financeiros, disse Kelly Mathieson, chefe de soluções corporativas da Digital Asset.

Mathieson argumentou que as versões empresariais da tecnologia blockchain são agora viáveis, e que há divergência com relação ao conceito original de blockchain. Essas versões do blockchain são necessárias para serem alteradas de uma forma que lhes permita se adequar ao propósito e, em alguns casos, serem legais em certas jurisdições, disse ela.

Mathieson então falou sobre o problema de uma linguagem geral para contratos inteligentes, declarando:

“Começou a haver uma mudança da linguagem de uso geral para usos em contratos inteligentes, onde realmente queremos começar a modelar e representar a definição legal e as regras de mercado. Muitas dessas primeiras linguagens colocaram todos os dados por aí e depois tentaram expressar os direitos dos serviços financeiros, impondo-lhes confidencialidade ou ofuscação.”

Clive Ansell, diretor de infraestrutura de mercado e tecnologia da ISDA, concorda que o desenvolvimento de soluções baseadas em blockchain precisa do envolvimendo da comunidade com desafios comerciais reais. Ele disse que é necessário criar um ambiente que permita que as empresas não variem seus contratos inteligentes a menos que realmente precisem.

Lee Braine, diretor financeiro de investimento bancários no Barclays, argumentou ainda que o processo de padronização garantiria a viabilidade a longo prazo. Os participantes da indústria devem definir o que fizeram para a atualização tecnológica mais recente.

O diretor executivo da UBS, Yunqinq Zheng, disse que o ecossistema DApp ativo aparecerá assim que todos forem digitalizados e padronizados, destacando a importância da transformação cultural e de mentalidade.

No começo de junho, Hester Peirce, comissário da Security and Exchange Commission’s (SEC), comentou que a abordagem da SEC sobre a categoria de derivativos financeiros altamente regulados, notando que a SEC ainda "está suavizando os ETFs com atenção personalidade, como se fossem crianças".