Ex-funcionário da Microsoft é preso por roubo de US$ 10 milhões em cripto

Um ex-funcionário da Microsoft foi preso por um esquema para roubar US$ 10 milhões em criptomoeda, informou a Associated Press (AP) em 17 de julho.

Esquemas Insider

O homem - um cidadão ucraniano de 25 anos de idade, Volodymyr Kvashuk, supostamente usou os lucros obtidos ilegalmente para comprar um carro Tesla de US$ 160 mil e uma casa à beira de um lago de US $ 1,7 milhão. Durante os sete meses que o esquema perdurou, descobriu-se que US$ 2,8 milhões foram transferidos para suas contas bancárias.

Especificamente, Kvashuk é acusado de ter roubado cartões de presente de criptomoeda que eram resgatáveis ​​em produtos Microsoft e depois revendidos com lucro na web.

De acordo com um escritório de advocacia dos Estados Unidos em Seattle, o suspeito colaborou com testes na plataforma de vendas on-line da Microsoft.

O advogado de Kvashuk não respondeu ao pedido de comentários da AP.

Violações Externas

Em abril deste ano, vários detentores de criptomoedas alegaram que seus serviços de e-mail da Microsoft - como Outlook, Hotmail e MSN - foram atacados por hackers que estavam de olho em suas posses em cripto.

Entre as vítimas, uma alegou que a violação de sua conta de e-mail havia permitido que os invasores redefinissem sua conta na exchange cripto Kraken. A Microsoft confirmou que a violação ocorreu durante os primeiros meses deste ano.