'Tudo passará a ser utilizado por meio de blockchain', diz vice-presidente da Tecnobank

A vice-presidente de Operações e Negócios da empresa brasileira de tecnologia financeira Tecnobank escreveu, em coluna publicada no portal do jornal O Estado de S. Paulo nesta quarta-feira, 9 de outubro, que "tudo passará a ser utilizado" por meio da tecnologia blockchain em um futuro próximo.

Gabriela Santana dedica o artigo a abordar a adoção da tecnologia blockchain pelo sistema bancário tradicional. Ela defende que o "conceito de blockchain é revolucionário e, por isso mesmo, não é fácil entendê-lo".

A vice-presidente da Tecnobank ainda cita dados da Accenture que indicam que os bancos devem economizar de 8 a 12 bilhões em infraestrutura a partir da adoção da tecnologia. Além disso, ela compara o impacto da internet no mundo contemporâneo com o impacto da blockchain para o futuro próximo:

"No final das contas, o que a internet fez pelas comunicações, a blockchain está fazendo pela transmissão de dados com valor."

Outro levantamento, feito pela Gartner e publicado pelo Cointelegraph, mostrou que 11% dos CIOs de grandes empresas de tecnologias já implantaram ou tem planos para implantação de blockchain em suas companhias. Além de 61% das empresas digitais de alto nível do mundo já investiram em blockchain em algum grau, conforme relatório da Okta citado por Santana.

Segundo ela, o potencial transformador da tecnologia blockchain já não pode ser ignorado pelos mercados tradicionais:

"Não dá pra ignorar: blockchain já é realidade e, possivelmente, tudo passará a ser utilizado por meio dessa ferramenta, graças a seu potencial de mudar de patamar a economia e a tecnologia da informação."