Etihad Airways auncia integração com a plataforma baseada em blockchain Winding Tree

A companhia aérea nacional dos Emirados Árabes Unidos, Etihad Airways, anunciou uma parceria com a plataforma baseada em blockchain para a indústria de viagens, Winding Tree, para explorar como blockchain pode ajudar na distribuição dos produtos da companhia.

Logística vê maior adoção de blockchain

Como a Reuters informou em 8 de agosto, a Etihad se juntou a uma série de outras companhias aéreas internacionais líderes que já implantam a plataforma Winding Tree, incluindo a Air Canada, a Air France-KLM e a Lufthansa. O produto está definido para reduzir os custos de transação para os clientes, além de permitir que as empresas publiquem inventário diretamente para seus clientes, entre outros serviços.

Tristan Thomas, diretor de digital e inovação da Etihad, disse à Reuters que “a Winding Tree é obviamente nossa (plataforma) de distribuição e essa é uma oportunidade para mudarmos um mercado tradicionalmente dominado pelos principais sistemas de distribuição”.

Pedro Anderson, diretor de operações e co-fundador da Winding Tree, também comentou sobre a cooperação, dizendo:

“Temos feito experimentos e novas soluções na plataforma. Em última análise, isso beneficia o consumidor. Quando há inovação, você começa a ter problemas, tem concorrência que resulta em melhores preços para o consumidor. ”

Blockchain cativa o setor aéreo

Conforme relatado anteriormente, a Air Canada anunciou sua participação na plataforma Winding Tree em outubro passado. Keith Wallis, diretor de distribuição global de produtos da Air Canada, disse:

“A Air Canada reconhece a importância de alavancar essa tecnologia de próxima geração. Planejamos integrar a API Direct Connect da Air Canada com a plataforma blockchain pública da Winding Tree, dando aos usuários mais experientes a capacidade de acessar nosso conteúdo diretamente da fonte. "

Outras companhias aéreas ao redor do mundo também estão integrando a tecnologia blockchain em seus processos internos. No início deste mês, a principal companhia aérea de Hong Kong, a Cathay Pacific, apresentou o primeiro projeto blockchain para gerenciar dispositivos de carga unitária.

O projeto pretende eliminar processos baseados em papel implementando um aplicativo blockchain que permite o gerenciamento instantâneo de tais dispositivos através de um smartphone.