Usuário Ethereum que pagou US$ 365.000 de taxas por acidente divide reembolso com pool de mineração Sparkpool

mineradora de Ethereum (ETH) Sparkpool confirmou que chegou a um acordo com um usuário que acidentalmente enviou mais de US$ 300.000 em taxas de mineração em 11 de março.

A confusão, que ocorreu em 19 de fevereiro, envolveu um usuário da Ethereum aparentemente confundindo os campos necessários para enviar uma transação de ETH.

Três transações foram transmitidas para a rede Ethereum com uma taxa de mineração total combinada de 2.730 ETH (atualmente valendo cerca de US$ 365.800).

Embora as circunstâncias por trás do evento permaneçam desconhecidas, a Sparkpool posteriormente concordou em reembolsar metade da taxa de mineração de 2.100 ETH, que representou a maior das três taxas de transação.

O valor do reembolso veio de uma sugestão do remetente, que gostaria de agradecer aos desenvolvedores do pool pela ajuda na recuperação dos fundos.

"Obrigado à SparkPool e seus mineradores por nos ajudar a reparar nosso prejuízo, estamos dispostos a dividir metade dos 2100 ETH com os mineradores para agradecer sua integridade", escreveu o remetente em uma transação para a Sparkpool verificando sua identidade na carteira.

Emitindo o reembolso de 1.050 ETH, a Sparkpool respondeu em chinês e inglês, a última mensagem que dizia: “Obrigado por sua compreensão e generosidade. - SparkPool.

A natureza de muitas blockchains públicas significa que as transações enviadas com erros não podem ser alteradas depois que um remetente confirmar que deseja executá-las.

Outras, como a EOS, contêm um recurso pelo qual certas partes podem reverter transações, o que levou a críticas da comunidade.

Como o Cointelegraph reportou, a EOS por acaso viu uma transação assim nesta semana, depois que um usuário conseguiu transmitir à rede um pagamento único de um trilhão de tokens EOS - várias vezes mais do que a oferta disponível.