Co-fundador da Ethereum, Mihai Alisie, está preocupado com a centralização do Libra

O co-fundador da Ethereum, Mihai Alisie, está extremamente preocupado que o Facebook esteja tentando enganar os reguladores para que aprovem uma "criptomoeda" centralizada, de acordo com um relatório da Bloomberg em 11 de julho.

Em entrevista à Bloomberg, Alisie ressaltou que o Facebook está tentando obter a aprovação do regulador para sua criptomoeda, o Libra, ainda a ser lançada, alegando que ela não será controlada centralmente pelo Facebook ou outros gigantes de negócios .

Alisie supostamente disse que o Facebook pretende "enganar os reguladores que aprenderam nos últimos anos que blockchain não é algo que pode ser facilmente regulado [...]. Deve ser tratado como uma entidade tentando criar uma moeda centralizada".

Um dos principais problemas com que Alisie se preocupa é a censura - mais especificamente, a censura às transações determinada por corporações poderosas. 

Na entrevista, Alisie compartilhou sua preocupação de que, se um usuário de Libra cair em desgraça com uma das grandes empresas que operam nós de rede - que incluem Visa, Mastercard e PayPal -, eles podem ter suas transações bloqueadas ou até mesmo revertidas. 

"Eles devem estar em posição de controlar o que você postar a partir do seu dispositivo?" Alisie perguntou retoricamente.

Alisie acredita que a possível centralização de Libra, e o potencial de censura à luz disso, poderia ter um efeito cascata em muitas frentes:

“Isso tem implicações em muitas áreas, do econômico ao político, ao tecnológico, à vigilância e privacidade de dados. [O Facebook] está manipulando ativamente o comportamento das pessoas em escala global”.

Como relatado anteriormente o Cointelegraph, outro co-fundador da Ethereum, Joseph Lubin, criticou igualmente Libra como uma tentativa do Facebook de transmitir uma moeda centralizada como uma criptomoeda descentralizada: "é um lobo centralizado em uma roupa de ovelha descentralizada", disse ele.

Como seu colega co-fundador, Lubin afirmou que o Facebook está essencialmente pedindo às pessoas que confiem em sua promessa de eventualmente fazer a transição de Libra para uma blockchain totalmente descentralizada:

“Talvez o mais importante, e que requer a nossa confiança é de que o Libra eventualmente fará a transição para um sistema mais 'sem autorização', descentralizado, pelo qual qualquer um pode validar a rede, em vez de manter o controle nas mãos das 28 empresas iniciais.”