Artista plástico britânico vende 19 pinturas por $5 milhões e recebe pagamento em Bitcoin

O famoso artista plástico britânico Lincoln Townley vendeu 19 de suas pinturas por 490 Bitcoins, totalizando um valor de quase US$ 5 milhões na cotação atual, informou reportagem do jornal Evening Standard. 

Townley, que é reconhecido como um dos principais artistas figurativos contemporâneos, vendeu as obras de arte para um entusiasta de Singapura, que comprou todas as obras da coleção "Greed" por meio de um contrato realizado entre agentes que ocorreu na pequena cidade de Gstaad, na Suíça, pouco antes de as coleções serem exibidas na Galeria Saatchi.

Townley ficou famoso por retratar astros como Kate Moss, David Bowie, Al Pacino e Muhammad Ali. Esta não foi a primeira vez que Townley utilizou criptomoedas em negociações - o artista tem um longo histórico em vender seus trabalhos por BTC.

Em 2017, ele vendeu uma de suas obras mais notáveis - Homenagem a Francis Bacon - por cerca de 40 bitcoins, que equivaliam a cerca de € 550.000 à época.

Há tempos que as obras do artista inglês têm alto valor de mercado. Ainda em 2017, vendeu um retrato da princesa Diana, que apresentava detalhes de diamante, por quase ‎£ 1 milhão.

Seus trabalhos foram exibidos em galerias internacionais de renome, como a National Gallery de Londres, a Venice La Biennale e a Brisbane Powerhouse.

Bitcoin e arte estão se tornando cada vez mais conectados; o interesse na tokenização de produtos de arte está começando a atingir o mercado, com vários projetos dispostos a assumir a tecnologia

Como noticiou o Cointelegraph, o notável artista francês Pascal Boyart adicionou códigos QR ocultos contendo alguns Bitcoins em várias peças de seu trabalho, ganhando atenção na comunidade de criptomoedas.