Engenheiro de dados da CoinMetrics fala sobre pontos negativos da nova versão da Ethereum

Um engenheiro de dados da Coin Metrics, Antoine Le Calvez, expressou sua opinião sobre a recente atualização da Ethereum chamada Instanbul e disse que a nova versão pode trazer consequências negativas para a rede.

A rede Ethereum passou por um hardfork no último fim de semana (7). Isso acontece quando uma rede blockchain realiza uma alteração crítica em seu código de programação. Como se trata de uma alteração importante, a atualização cria uma bifurcação na blockchain do projeto, o evento é chamado de hard fork.

O aguardado hard fork da Ethereum foi lançado recentemente na rede durante o bloco 9.068.000, com a SparkPool minerando o primeiro bloco da nova versão. 

Enquanto a oitava atualização da rede (Istambul) foi considerada bem-sucedida, Antoine Le Calvez apontou as “consequências negativas” da nova versão em uma série de tweets.

O tweet dizia:

"Embora tecnicamente bem-sucedido, o recente hardfork da Ethereum teve consequências negativas. Algumas operações da EVM (Ethereum Virtual Machine) tiveram um preço mais elevado em taxas e afetaram algumas atividades de contratos inteligentes. ”

O que os desenvolvedores buscaram com a atualização mais recente da rede foi principalmente a redução de custos de transações e a introdução de novas funções em contratos inteligentes. 

A atualização parecia ter melhorado a eficiência dos contratos inteligentes, no entanto, de uma maneira bastante sutil. Em seu tweet, Calvez revelou que as chamadas de contato inteligentes que estavam ficando sem gás testemunharam um aumento desde o hard fork. Ele explicou:

"Uma chamada é considerada uma invocação local de uma função de contrato que não transmite ou publica nada na blockchain. Em nível global, as chamadas inteligentes por contrato ficando sem gás se tornaram muito mais frequentes após o hard fork. As taxas de falha mais que quadruplicaram.”

Além disso, Calvez apontou que exchanges importantes como a Gemini eram afetadas pela atualização. Ele escreveu:

"Indo além, algumas exchanges também foram afetadas, por exemplo, a Gemini não conseguiu varrer os depósitos dos usuários em sua carteira quente após o fork, cada tentativa resultando em um erro de falta de gás."

Nem todos estão felizes com as atualizações da rede Ethereum. Como publicou o Cointelegraph, o criador do BitTorrent afirmou que a técnica conhecida como "sharding" é apenas uma reformulação do conceito de full node.