'Sharding na rede Ethereum é apenas uma variação no conceito de full node', afirma criador do BitTorrent

Bram Cohen, autor do protocolo p2p BitTorrent, afirmou que a nova atualização da rede Ethereum chamada "sharding" vai transformar o conceito de "full node" usado no mundo das criptomoedas.

Cohen criticou a solução proposta pela rede Ethereum e disse que o "sharding" não passa de uma alteração do conceito "full node".

O sharding, juntamente com outros desenvolvimentos programados para o próximo ano, foi considerado como algo que poderia trazer mais escalabilidade à blockchain Ethereum. 

O criador da Ethereum, Vitalik Buterin, afirmou em um recente artigo que a escalabilidade é um “problema técnico” que ainda está atormentando o Ethereum. Essa não foi a primeira vez que Buterin falou sobre a escalabilidade ser uma das maiores preocupações.

De acordo com Vitalik, os sistemas blockchain podem ter no máximo duas das três propriedades a seguir: descentralização, escalabilidade e segurança. Segundo ele, atingir as três é uma tarefa difícil. 

O criador do Ethereum explicou a nova solução da rede:

“A escalabilidade é um problema técnico em que tivemos um enorme progresso em teoria. Cinco anos atrás, quase ninguém pensava em sharding; agora, projetos de sharding são comuns. Sharding significa essencialmente dividir toda a rede Ethereum em várias partes chamadas 'shards', com cada shard contendo seu próprio estado independente, o que significa um conjunto exclusivo de saldos de contas e contratos inteligentes. O principal objetivo do sharding era aumentar o desempenho, no entanto, nem todos na comunidade eram a favor dele."

De acordo com Bram Cohen, autor do protocolo BitTorrent, o sharding não é a única opção para escalabilidade da blockchain. Cohen analisou criticamente o último artigo de Buterin e afirmou em sua conta no Twitter:

"O que o Ethereum propõe com o Sharding não se cumpre, pois exige essencialmente que os mineradores tenham todos os fragmentos da rede, o que basicamente é um não Sharding; ele está apenas renomeando um 'full node' para ele significar menos do que antes."

Cohen também comentou sobre o que a rede vai ganhar e perder com atualização:

"O valor não será capaz de se mover através dos 'shardings', o que pode ser inevitável dada a confusão da semântica da EVM (Ethereum Virtual Machine), mas cria uma enorme confusão de incompatibilidade na troca que é, novamente, um benefício muito pequeno para a rede"

Apesar da polêmica em relação a qual tecnologia vai ajudar o Ethereum a atingir uma maior escalabilidade, a rede não para de crescer. Como mostrou o Cointelegraph, um novo relatório mostrou que as moedas estáveis e on NFTs são responsáveis pelo crescimento da rede.