Edward Snowden diz que processo do governo dos EUA para bloquear seu livro é 'bom para o Bitcoin'

O denunciante Edward Snowden sugeriu que ele poderia transferir sua riqueza para oBitcoin (BTC) para evitar que o governo dos Estados Unidos confiscasse o que ele possui.

Snowden: processo é "bom para o Bitcoin"

Em um tuíte em 17 de setembro, Snowden, que vive exilado na Rússia, continuou sua resposta às notícias que Washington o está processando pelo conteúdo de seu novo livro, "Permanent Record".

"No final das contas, isso é bom para o Bitcoin", escreveu ele.

O episódio segue um debate sobre a publicação, com o Departamento de Justiça dos EUA (DOJ) reclamando que Snowden não enviou um rascunho para aprovação antes da publicação.

"Não permitiremos que indivíduos enriquecem às custas dos Estados Unidos sem cumprir suas obrigações de revisão pré-publicação", comentou Jody Hunt, procurador-geral assistente da Divisão Civil do DOJ, em um comunicado de imprensa.

Do Zcash à defesa do Bitcoin

O Bitcoin já fez parte de movimentos de Snowden às custas do governo dos EUA antes.

Como o Cointelegraph informou, em junho, foi descoberto que o Bitcoin foi o meio escolhido por ele para pagar por servidores usados ​​em um vazamento de dados da Agência de Segurança Nacional (NSA).

No entanto, em comentários anteriores, Snowden revelou dúvidas sobre a adequação do Bitcoin como um meio financeiro para evitar a coerção do governo.

"A falha estrutural muito maior, a falha duradoura, é seu livro-razão público", disse ele em entrevista em março do ano passado.

Notavelmente ausente dos planos de Snowden desta vez, porém, estava a altcoin ZCash (ZEC), com foco na privacidade, que ele anteriormente elogiava. Os apoiadores do Bitcoin ficaram, portanto, mais do que felizes com sua publicidade.

"O Bitcoin é a moeda do povo, para o povo e para o povo", dizia uma responsta popular de um analista conhecido como Rhythm.