Apesar de queda internacional, dólar alto mantém BTC acima dos R$ 41.000 em exchanges do Brasil

A queda do preço internacional do Bitcoin abaixo dos US$ 10.000, como noticiou o Cointelegraph, não foi suficiente para baixar o preço da maior criptomoeda nas exchanges do Brasil. A recente disparada do Dólar, agora ao redor de R$ 4,15, manteve o valor do Bitcoin acima dos R$ 41.000.

Nesta quarta-feira (28), o Bitcoin é negociado a um preço médio de R$ 41.826, com mínima registrada em R$ 39.811 e máxima em R$ 43.357. No gráfico semanal, a criptomoeda teve seu maior pico na segunda-feira, 26 de agosto, quando sua média foi negociada em R$ 42.400.

Nas exchanges, o volume negociado no dia até aqui é de 815 BTCs, com a Mercado Bitcoin sendo responsável por 432 BTCs, seguida pela Bitcoin Trade (152), a Bitcâmbio (140) e a BitcoinToYou (57).

As demais criptomoedas também operam em queda. O Ethereum (ETH) é negociado a R$ 722, queda de mais de 7%, e o Ripple (XRP) cai quase 5% para ser negociado a R$ 1,06. De todas as moedas do Top 20, apenas o Tether opera em alta mínima, negociado a R$ 4,16.

Nos mercados tradicionais, o índice Ibovespa tem alta de quase 1% no momento, com 98.194 pontos. Como já relatado no início da matéria, o Dólar tem dia estável, em R$ 4,16 no câmbio comercial, mesma situação do Euro, que é negociado a R$ 4,61.