Unidade da Deutsche Telekom vai cooperar com projeto listado na rede autônoma de IoT da Binance

Uma unidade da gigante alemã  de telecomunicações Deutsche Telekom vai trabalhar com o projeto Fetch.AI (FET), da Binance, para desenvolver inovações descentralizadas de rede de IoT, de acordo com um comunicado compartilhado com o Cointelegraph em 22 de maio.

A Fetch.AI, uma startup de tecnologia com sede em Cambridge, assinou um memorando de entendimento (MoU) com o T-Labs da Deutsche Telekom para construir e implementar agentes autônomos (AEAs) na rede de testes Fetch.AI para integrá-los à comunicações do dispositivo da Internet das Coisas (IoT).

A nova parceria pretende descobrir como os AEAs podem ser incorporados aos dispositivos de IoT, a fim de fornecer-lhes autoridade e autonomia para operar sem necessidade de envolvimento humano, observa o comunicado de imprensa.

Em um email para o Cointelegraph, Humayun Sheikh, CEO da Fetch.AI, observou que a parceria visa aplicar o aprendizado de máquina e a integração de inteligência artificial em contratos inteligentes.

Sheikh acrescentou que o próximo projeto pode habilitar ferramentas exclusivas de pesquisa e descoberta e as soluções descritas permitirão que os AEAs se tornem visíveis uns aos outros enquanto oferecem ativamente uma conectividade muito mais flexível e direta.

De acordo com Sheikh, os objetivos concretos da cooperação incluem a criação de uma estrutura modular que permita que o T-Labs implante serviços usando a tecnologia Fetch e usando aprendizado de máquina em termos de implantação de scooters elétricos descentralizados.

Tanto a Fetch.AI quanto o T-Labs são membros do consórcio IoT Trusted, movido à blockchain, a Trusted IoT Alliance, que supostamente inclui grandes empresas globais de tecnologia, como Bosch e Siemens, segundo o comunicado de imprensa.

A parceria seguiu a bem-sucedida venda de token realizada na plataforma Launchpad da Binance em fevereiro de 2019. Conforme relatado anteriormente, o projeto arrecadou US$ 6 milhões em uma venda de mais de 69 milhões de tokens que foi concluída em 22 segundos.

Também em fevereiro, a Deutsche Telekom, quinta maior empresa de telecomunicações do mundo, fez uma parceria com a maior operadora de telefonia móvel da Coreia do Sul, a SK Telecom, para fornecer uma solução de identificação móvel com blockchain.

Recentemente, o Cointelegraph informou que a gigante sul-coreana de eletrônicos Samsung planeja incorporar recursos de cripto e blockchain a seus smartphones, incluindo a cooperação com empresas de telecomunicações para fornecer cartões de identificação móveis e moedas locais.