Apesar do 'inverno cripto', cresce o número de empresas Blockchain na Suíça, Liechtenstein

O número de empresas relacionadas à blockchain na SuíçaLiechtenstein continuou a subir de acordo com uma pesquisa conduzida pela firma de investimento em criptos CV VC, informou a Cointelegraph auf Deutsch em 24 de janeiro.

De acordo com o relatório, as empresas relacionadas a criptos e blockchain continuam a surgir na região, apesar do atual mercado de baixa, que alguns apelidaram de “cripto winter”. A CV VC afirma que no final de dezembro de 2018 750 empresas utilizavam tecnologia foram localizados na Suíça e Lichtenstein. Isso supostamente representa um aumento de 20% em relação ao ano passado, consistindo de 121 novas empresas que entraram no espaço.

Entre as novas empresas da região estão quatro chamados "unicórnios" - startups avaliadas em mais de US $ 1 bilhão: Bitmain, Cardano, Dfinity Foundation e Ethereum. Os 50 melhores do “Crypto Valley” representam cerca de um quinto do mercado global de criptomoedas, de acordo com o CV VC.

Embora notando um aumento no número de empresas na região, o relatório declara que o recente declínio nos preços de criptomoedas reduziu o valor de mercado das 50 maiores empresas blockchain na Suíça e Liechtenstein de US$ 44 bilhões para US$ 20 bilhões no 4T 2018, uma redução de 55%.

As 50 principais empresas mencionadas no estudo supostamente empregam cerca de 480 pessoas na região. No geral, o setor emprega cerca de 3.300 pessoas, a maioria em Zug e Zurique.

Os governos da Suíça e do Liechtenstein têm estado ativos no apoio às nascentes indústrias de blockchain e criptos. No início de 2018, o primeiro-ministro de Liechtenstein, Adrian Hasler, anunciou a introdução de nova legislação para regulamentar os modelos de negócios de blockchain e os sistemas de blockchain subjacentes.

O projeto de lei foi elaborado para que os modelos de negócios baseados na tecnologia blockchain possam ser integrados de maneira a fornecer segurança jurídica e regulatória para empresas e clientes.

Embora o ministro da Fazenda da Suíça tenha rejeitado a idéia de legislação específica para blockchain em dezembro de 2018, ele acredita que as leis existentes podem ser ajustadas para fornecer segurança jurídica suficiente para empresas que operam nas esferas de blockchain e criptomoedas. O governo espera propor mudanças em seis leis, incluindo o código civil e a lei de falências, em 2019.

Reportagem adicional de Aaron Wood.