Apesar dos temores da China, as boas notícias do Bitcoin superam as más

Às vezes, faz sentido retroceder e avaliar o quadro geral, senão você pode ficar atolado nos detalhes diários e ficar deprimido ou apático. O Bitcoin não está morrendo; na verdade, está indo bem. As notícias recentemente ficaram cheias de medo, incerteza e dúvida (FUD), e é hora de lembrar a todos de quão longe chegamos este ano.

Do que temos tanto medo?

O mercado tem ficado nervoso ultimamente com rumores a respeito do que a China pode ou não fazer. Aqueles que estiveram envolvidos em moedas digitais por algum tempo gostam de brincar: "A China proibiu o Bitcoin de novo?" De poucos em poucos meses saem notícias que implicam que a China proibiu o Bitcoin e um pequeno pânico às vezes se segue. Na retrospectiva, as proibições perenes chinesas de Bitcoin sempre foram muito menos graves do que as anunciadas. Obviamente, elas nunca foram proibições completas, e até mesmo as restrições colocadas no Bitcoin pelo governo foram capazes de ser volteadas.

A maior notícia do final é dupla, e levou a um terceiro rumor. Primeiro, a verdade. Sim, a China baniu as ofertas iniciais de moedas (ICOs).. Além disso, sim, a China ordenou o fechamento das casas de câmbio Bitcoin no país. Se essas duas "proibições" serão permanentes ou apenas espaços reservados para futuras regulações segue incerto.

Agora, o boato. A internet tem gerado contos de pessoas que conhecem outras pessoas (e assim por diante) que disseram que a China vai proibir a mineração de Bitcoin. Isso definitivamente contribuiu para um certo medo no mercado. Enquanto as casas de câmbio da China representam apenas cerca de um quinto do Bitcoin negociado globalmente (bem abaixo dos mais de 90% no ano passado), a grande maioria da mineração de Bitcoin ocorre de fato na China.

Uma repressão do governo às casas de câmbio é ruim, mas não catastrófica. Por outro lado, se o governo da China ordenasse o fechamento (ou pior, a nacionalização) das minerações de Bitcoin, isso daria um golpe poderoso na rede.

Do dinheiro mágico da Internet à moeda legal

Provavelmente, a maior notícia do ano foi a decisão de Coreia do Sul e Japão de legalizar o Bitcoin e outras moedas digitais, classificando-as oficialmente como dinheiro. Os mercados desses dois países cresceram como resultado, com a Bithumb da Coreia e a bitFlyer do Japão consistentemente perto do topo em termos de volume de câmbio de Bitcoin. A melhor parte disso? Além dos novos mercados que a legalização abriu, uma grande porcentagem do volume de negociação do Bitcoin se afastou da China como resultado.

Links para mercados financeiros convencionais

O LedgerX foi recentemente autorizado pela Comissão de Negociação de Futuros de Commodities dos Estados Unidos (CFTC) a criar um mercado de futuros Bitcoin regulamentado. Esse mercado tornará mais fácil para os investidores institucionais terem exposição à Bitcoin. Além disso, a SEC havia insinuado em sua rejeição do fundo negociado em bolsa Winklevoss (ETF) que eles poderiam reconsiderar se os mercados de futuros regulamentados forem criados. A aprovação de um ETF, se chegarmos lá, seria absolutamente enorme.

Quem não está fazendo um teste de Blockchain?

A Cointelegraph reportou que em inúmeras empresas da Fortune 500, muitas delas potências globais, estão experimentando com o Blockchain. Do Walmart à Microsoft, passando pela IBM, bancos e até mesmo o governo, a tecnologia Blockchain está em toda parte. Embora seja verdade que esta tecnologia pode ser adotada sem afetar necessariamente o preço do Bitcoin, é improvável que o mundo esquecerá logo o uso original do Blockchain: o Bitcoin.

Sensibilização crescente

Celebridades como Floyd Mayweather e Paris Hilton recentemente apoiaram projetos que lidam com a moeda digital. Ok, eu sei, essas pessoas não são exatamente Milton Friedman. Ao mesmo tempo, a influência de celebridades com dezenas de milhões de seguidores não pode ser ignorada. O mundo está cheio de pessoas que seguem cada movimento que sua celebridade favorita faz.

Burger King? É sério?

De todas as histórias sobre a moeda digital e Blockchain que surgiram ultimamente, a história do WhopperCoin é uma das minhas favoritas. Por mais ridículo que pareça, isso pode ser muito importante. O Burger King Russia anunciou a criação de seu próprio token digital chamado "WhopperCoin", que provavelmente será usado como um token de recompensa e não como uma moeda.

Embora isso pareça uma notícia insignificante, é preciso lembrar que quanto mais pessoas estiverem expostas à moeda/tokens digitais, mais receptivas serão ao Bitcoin e outros projetos "sérios". Se conseguirmos colocar a moeda digital nas mãos das pessoas comuns através de esquemas como este, ela os familiariza com o conceito e os torna mais receptivos ao Bitcoin e outras moedas no futuro.

Sobre más notícias e bolhas

Sim, houve uma série de más notícias ultimamente. Proibição da China. Banqueiros que denunciam o BitcoinAs acusações de bolhas abundam. Não sei o que o futuro imediato reserva. O preço do Bitcoin pode continuar caindo, ou pode reverter o curso e alcançar novos níveis. Provavelmente estamos numa bolha sim, mas podemos estar perto do início da bolha com a mesma facilidade que no final.

Em todo caso, é praticamente certo que a moeda digital esteja aqui para ficar. Pode acontecer antes ou depois, mas o mundo está mudando e as moedas digitais desempenharão um papel importante nessa mudança.


Siga-nos no Facebook