Subsidiária da WISeKey consegue US$ 7 milhões em investimento pré-STO antes de venda no segundo trimestre

A subsidiária da empresa suíça de segurança cibernéticablockchain WISeKey arrecadou US$ 7 milhões em uma rodada de pré-financiamento antes de lançar uma oferta de security tokens (STO), confirmou a empresa em um comunicado de imprensa em 11 de abril.

A WISeCoin, que surgiu em agosto do ano passado, planeja realizar a STO no segundo trimestre.

Responsável pelo gerenciamento de todas as iniciativas e operações blockchain da WISeKey, a plataforma verticalmente integrada pretende levantar um total de 17.587.527 francos suíços (US$ 17.563.695) para expandir suas atividades.

Isso inclui o uso de várias tecnologias disruptivas, com foco específico na Internet das Coisas (IoT), dada a grande presença da WISeKey como fabricante de chips semicondutores.

“Uma das chaves (marcos) da WISeCoin é construir uma Blockchain de Identidade para armazenar as identidades de objetos e pessoas, permitindo que objetos conectados tenham a capacidade de identificar, autenticar e verificar uns aos outros com um certificado digital”, afirma o comunicado de imprensa, que prossegue:

“Para cada interação, a Blockchain de Identidade verificará a validade de cada certificado digital para garantir a interação e para compensar o uso da plataforma, uma taxa de microsserviço é cobrada por meio de um utility token, chamado de token WISeCoin".

A própria WISeKey lançou uma nova solução de identidade digital no final do mês passado.

As STOs, inicialmente concebidas como uma opção de investimento menos arriscada do que o mercado cada vez mais precário da oferta inicial de moedas (ICO), entraram na mira dos reguladores, sendo Hong KongMaurício as últimas a publicar diretrizes..

Em março, um relatório da PwC, no entanto, avaliou as STOs como tendo poucas diferenças fundamentais em relação às ICOs.