Processadora de pagamentos em criptomoeda BitPay adiciona suporte para Ether

A provedora de serviços de pagamento em criptomoeda BitPay adicionou suporte à segunda maior criptomoeda por capitalização de mercado, o Ether. (ETH).

Segundo um comunicado publicado em 16 de setembro, as empresas que usam a BitPay para processamento de pagamentos agora podem usar Ether para compras sem precisar de nenhuma configuração adicional. A BitPay também tornou possível para os usuários armazenar e usar Ether na carteira BitPay, e para os titulares de cartão Visa pré-pago BitPay para carregar seus cartões de débito.

Ether junta-se ao Bitcoin e Bitcoin Cash

Lançada em 2011, a BitPay processa pagamentos com Bitcoin (BTC), Bitcoin Cash (BCH) e agora Ether. O sistema converte todas as moedas em dinheiro digital e vice-versa. A BitPay processou quase US$ 3 bilhões em pagamentos desde 2011. Comentando sobre o desenvolvimento, Vitalik Buterin, co-fundador da Ethereum, disse:

"É contagiante ver a BitPay liderar o caminho da integração do Ethereum com os sistemas globais de pagamento. [...] Isso realmente abre um novo mundo de possibilidades para o ecossistema do Ethereum, e juntos podemos continuar a ser um inovador líder no mundo real para casos de uso de criptomoedas ".

Medidas de segurança da BitPay e restrições de pagamento

O BitPay tem intensificado suas medidas de segurança nos últimos meses. No final de agosto, a empresa introduziu novas medidas de verificação de identidade para determinados pagamentos, reembolsos e pagamentos em alto valor. A empresa agora exige que os usuários passem por um processo de verificação única que exija a entrada de dados, como o número do Seguro Social ou do passaporte, além de um documento com foto.

No mesmo mês, a BitPay rejeitou uma doação de US$ 100.000 para uma instituição de caridade da Amazônia, já que o limite máximo de pagamento da Amazon Watch foi estabelecido abaixo de US$ 100.000. Depois que a BitPay aconselhou a equipe a alterá-la, receberam a resposta de que era impossível fazê-lo automaticamente e portanto deveriam enviar documentação separada.

Em setembro, Tom Grundy, fundador do Hong Kong Free Press, afirmou que a BitPay bloqueou doações para Hong Kong por várias semanas.