Empresa de empréstimos em criptomoedas Dharma lança serviço para o público

A empresa de empréstimo de criptomoedas baseada em San Francisco Dharma Labs anunciou o lançamento de seus serviços ao público em um post do Medium publicado em 8 de abril.

Como o Cointelegraph publicou em fevereiro, a Dharma Labs havia levantado US$ 7 milhões para grandes investidores, incluindo a Coinbase Ventures.

Segundo o anúncio de lançamento, os usuários podem interagir com o serviço de qualquer carteira, e apenas o Ethereum (ETH) e a stablecoin descentralizada (DAI) são suportadas até agora. O serviço também seria "não-custodial", e os usuários ficariam com o controle das chaves privadas garantindo acesso aos ativos.

O post explica que sua vantagem em relação às custódias centralizadas de exchanges, é que pode sustentar as perdas de cientes em caso de algum hack. A implementação sem custódia de empréstimos e créditos é supostamente possibilitada pelo sistema Dharma Key.

No anúncio, que refere-se às criptos como “dinheiro mágico da internet”, a Dharma que explica sua visão é que os usuários possam usar criptomoedas no dia a dia para ganhar com juros, pagar contas e contrair empréstimos. O post ainda escreve:

“Enquanto o investimento especulativo era imporante primeiro caso de uso para o ecossistema, as criptos podem fazer mais para alcançar uma audiência de mercado de massas. Os usuários não serão compelidos a entrar em um novo mercado financeiros se eles não podem acessar seus serviços financeiros básicos de confiança.”

O comunicado ainda diz que o sistema mencionado permite aos usuários autorizar transações enquanto mantém controle de suas chaves privadas com uma senha de quatro dígitos. O website do serviço diz que os usuários podem ganhar 2,5% de juros anuais em ETH e 8% em DAI. Além disso, a página ainda diz que mais de US$ 1 milhão foram tomados por empréstimos na plataforma, enquanto mais de US$ 1,6 milhões foram ofertados.

No fim de janeiro, um relatório publicado pela empresa de crédito de criptomoedas Genesis Global Trading disse que processou US$ 1,114 bilhão em empréstimos e quitações no último ano.