"Crypto Valley" em Zug vai comandar a primeira eleição da Suíça baseada em blockchain

A cidade suíça de Zug realizará uma votação municipal com processamento blockchain neste verão, a mídia local Swissinfo.ch informou em 8 de junho. O evento, que será realizado entre 25 de junho e 1 de julho, será a primeira eleição municipal da Suíça usando blockchain.

De acordo com o relatório, a próxima votação para o teste implementará o sistema de identidade digital (eID) da cidade, lançado em novembro de 2017. O sistema permitirá que os cidadãos votem usando seus dispositivos móveis.

Além de votar em questões municipais menores, os cidadãos também serão questionados se o sistema de eID baseado em blockchain deve ser usado para os votos do referendo no futuro. Como a próxima votação é um julgamento, seus resultados não serão vinculantes para as autoridades da cidade, informa a Swissinfo.ch.

Tendo criado o “Crypto Valley”, um hub global para desenvolvimento de criptomoedas e blockchain, a Zug se tornou um dos centros dos “principais ecossistemas do mundo para tecnologias cripto, blockchain e ledger distribuído”. Em 2016, Zug ançou uma iniciativa aceitando o Bitcoin (BTC) como pagamento por determinados serviços municipais.

Graças à presença do “Crypto Valley” e à política isenta de impostos do país para os investidores em cripto a Suíça é apontadacomo o país mais amigável ao blockchain na Europa.

Em 6 de junho, o banco Hypothekarbank Lenzburg, de capital fechado, tornou-se o primeiro banco na Suíça a fornecer contas empresariais a empresas de blockchain e criptomoeda.