Crypto Valley Association investiga conduta imprópria de membro da plataforma Blue Trading

A organização suíça da indústria de criptomoedas Crypto Valley Association (CVA) está investigando alegações de má conduta por um de seus membros depois que a plataforma foi fechada no último mês, confirmaram diretores da CVA em declaração de 28 de fevereiro.

De acordo com o website até o momento, a Blue Trading, também grafada como BlueTrading, fechou os serviços de investimento depois de um evento que foi descrito como falha de software, descoberto em 21 de fevereiro, que teria causado grande perda de fundos.

Ao mesmo tempo, a dona da plataforma, BluVenture Group Ltd., enfrentou polêmica considerável sobre sua alegada legitimidade junto a órgãos financeiros internacionais.

“A CVA foi procurada por várias pessoas pra tratar da plataforma Blue Trading”, diz o comunidado da associação, continuando:

“Estamos atualmente investigando as alegações de conduta empresarial inapropriada expressadas publicamente contra a Blue Trading, baseando-se no Código de Conduta Geral da CVA.”

O BluVenture Group foi expulso do corpo de corretagem padrão de Hong Kong pela Comissão Financeira em setembro do ano passado.

Uma nota publicada na época alertava:

“Efetivamente em 26 de setembro de 2018, o BluVenture Group Ltd e suas marcas afiliadas BlueBroker e BlueTrading foram expulsos do corpo de membros da Comissão Financeira devido à repetidas violações e falhas para cumprir as regras e guia de conduta da associação".

O ocorrido em Hong Kong foi precedido por um aviso do regulador financeiro do Reino Unido, a Financial Conduct Authority, que acusou o BluVenture Group de operar serviços financeiros sem premissão.

De acordo com a BlueTrading, os usuários ainda têm até 15 de março pra sacar os fundos de suas contas antes do serviço fechar permanentemente.

“Nós sinceramente nos desculpamos por esse evento tão desapontador e gostaríamos de poder continuar operando, mas isso não é possível no momento", explica a mensagem no site da plataforma.

A CVA, baseada na cidade suíça de Zug, consiste em um número crescente de startups de blockchain e criptomoedas e busca construir um ambiente regulatório solidário para as tecnologias com os governos local e nacional.

Em dezembro, a iniciativa foi ranqueada como o eixo tecnológico que mais cresce na Europa.