Plataforma de negociação de cripto Tagomi embolsa US$ 12 milhões em nova rodada de financiamento

A Tagomi Holdings, uma plataforma de negociação e corretagem de criptomoedas cm sede em Nova York, levantou US$ 12 milhões em sua última rodada de financiamento junto a investidores, incluindo a Paradigm Fund, que é apoiada pela Yale, confirmou a empresa em um comunicado de imprensa em 4 de março.

A Tagomi, que agora dispõe de um financiamento total de US$ 28 milhões após seu lançamento em dezembro de 2018, também adicionou a Pantera Capital, gigante do mercado de criptomoedas, a sua parcela de investidores.

A empresa oferece Bitcoin (BTC), Ether (ETH) e negociação de outras altcoins, além de produtos voltados para investidores institucionais, como uma interface de gerenciamento de portfólio e API para negociação programática.

“Estamos entusiasmados por fazer uma parceria com investidores que experimentaram em primeira mão as frustrações em torno da falta de infraestrutura e trabalhar para nossa visão compartilhada de construir uma tecnologia de negociação robusta de próxima geração, para que os clientes possam se concentrar exclusivamente no desenvolvimento de suas estratégias” comentou no comunicado de imprensa Greg Tusar, co-CEO da Tagomi e ex-executivo da Goldman Sachs.

A plataforma de cripto já ganhou apoio do cofundador do PayPalPeter Thiel, com a Tagomi agora tendo o objetivo de facilitar a entrada no mercado e a saída para um número crescente de investidores.

Falando à Bloomberg em entrevista na segunda-feira, Tusar observou o complexo processo envolvido no lançamento e suporte do mercado nascente. Ele disse:

"Acho que um dos desafios para as instituições tem sido ter que montar todas as peças sozinho".

Hoje, a Cointelegraph informou sobre como a plataforma Bakkt, da Intercontinental Exchange, proprietária da Bolsa de Valores de Nova York, havia concluído um acordo de ações com a Starbucks, que fará com que a gigante de cafés contribua para a entrada do comerciante da plataforma de criptomoeda.