Site de classificação de criptomoedas CoinGecko lança seção de derivativos

O CoinGecko anunciou que está lançando sua própria seção de derivativos de criptomoeda.

Em um comunicado de imprensa compartilhado com o Cointelegraph em 29 de outubro, o agregador de dados do mercado disse que sua nova seção de derivativos oferecerá estatísticas adicionais para que os usuários possam rastrear mais de 100 produtos derivados, oferecidos por mais de 20 exchanges de derivativos.

A oferta da CoinGecko é a primeira deste tipo

De acordo com o CoinGecko, esta oferta é a primeira a fornecer "acesso gratuito e sem impedimentos a dados vitais sobre derivativos cripto agregados", como preço, juros, taxas de financiamento, volume de negociação e muito mais. O CEO do CoinGecko, TM Lee, disse:

“Este ano, observamos um forte crescimento no mercado de derivativos de criptomoedas. [...] Estamos empolgados com o potencial crescimento de derivativos de criptomoedas e esperamos democratizar ainda mais o acesso a dados, à medida que continuamos comprometidos com o amadurecimento do espaço de ativos digitais.”

De fato, os mercados de derivativos de criptomoedas tiveram um rápido crescimento, atingindo máximos de todos os tempos durante o mês de setembro. A gigante dos derivativos BitMEX, por exemplo, ultrapassou US$ 9 bilhões em volume diário de negociações, já que o Bitcoin (BTC) registrou um aumento de mais de 40% em um único dia.

Além disso, a Bakkt experimentou um salto maciço, negociando 1.183 contratos futuros de Bitcoin (cerca de US$ 11 milhões) em 25 de outubro. Comparado a apenas 331 contratos (US$ 3,1 milhões) no dia anterior, o aumento em apenas 24 horas foi próximo de 260%, superando os saltos anteriores, que resultaram em máximas históricas no início de outubro.

CoinGecko ingressou na rede Coinfirm

Em agosto, o CoinGecko anunciou que se juntou à rede de empresas de blockchain e AML Coinfirm, na tentativa de melhorar seu algoritmo de negociação, Trust Score, além de fornecer aos usuários um meio de relatar golpes e hacks. Aparentemente, para reforçar seu sistema de classificação, o CoinGecko pretende usar a Rede de Tokens AMLT, ao lado do Analytics e da Plataforma AML da Coinfirm.