Fintech de gestão de criptos é selecionada para participar de evento organizado pela Federação Brasileira de Bancos

A startup gestora de ativos digitais do Rio de Janeiro (RJ) QR Capital foi a única fintech brasileira da área de criptoativos selecionada para participar do CIAB Febraban, o maior evento de tecnologia e informação digital para o setor financeiro da América Latina. A notícia foi enviada em comunicado à imprensa da fintech ao Cointelegraph Brasil.

Segundo o texto, a empresa terá um espaço dedicado no CIAB Fintech Lounge, onde também estarão 35 fintechs brasileiras e cinco estrangeiras. 

O comunicado também informa que as empresas participantes do evento também participarão de um concurso de “pitches”, no qual os vencedores ganharão acesso a reuniões com lideranças de bancos. 

Além disso, três melhores ganharão o direito de participar do estande do CIAB no evento Money 2020, em Las Vegas, nos Estados Unidos.

O anúncio cita o CEO da QR Capital, Fernando Carvalho, que mostra-se entusiasmado com o que seria a segunda seleção da startup em 2019. 

Em março, a fintech foi uma das escolhidas para o Programa de Aceleração do Banco Nacional de Desenvolvimento – o BNDES Garagem, conforme também noticiou o Cointelegraph.

Segundo a empresa, os próximos passos para a fintech é ampliar seus negócios. O CEO da QR Capital comentou:

“A crescente aproximação entre o setor financeiro e o mundo da blockchain e dos ativos digitais ganhou mais um capítulo [...]. A inclusão da empresa num evento de tecnologia para o setor financeiro desse porte, mostra a relevância do mercado de ativos digitais e a evolução da aproximação com o mercado convencional”

A empresa teria anunciado em fevereiro de 2019 um acordo com a Foxbit, com foco em permitir “uma grande corretora oferecesse dentro de sua própria plataforma acesso a serviços de gestão dos criptoativos antes guardados em carteiras de clientes”, diz o texto.

O comunicado finalmente lembra que a QR Capital é uma fintech criada em 2017, “que nasceu da união de sócios egressos dos mercados financeiro, de tecnologia e corporativo”, completa o press release.