Patrick Byrne, entusiasta das criptos, renuncia ao cargo de CEO da Overstock

O conhecido entusiasta das criptomoedas Patrick Byrne renunciou ao cargo de CEO da Overstock.

Segundo a carta de renúncia e declaração da empresa postadas no Twitter em 22 de agosto, Patrick Byrn deixará o cargo de CEO da Overstock.

Ele foi pioneiro na adoção das criptomoedas na parte comercial da empresa, incluindo o lançamento do tZero, a plataforma de tokens cripto da Overstock e a adoção de pagamentos em Bitcoin pela Overstock.

A renúncia de Byrne vem depois da empresa revelar resultados decepcionantes do primeiro trimestre de 2019.

Mais especificamente, Byrne cita o as notícias recentes sobre sua polêmica relação com Maria Butina como ponto de partida para ele deixar a Overstock. 

Em sua carta de renúncia, Byrne reafirmou sua crença de que “a revolução blockchain irá remodelar as principais instituições sociais”.

Porém, resta a dúvida sobre quanto essa crença seguirá no futuro de Overstock sem a figura de Byrne.

A TZero registrou perdas, sem descontar impostos, de US$ 12,6 milhões no quarto trimestre do ano passado, o que não arrefeceu a aparente confiança de Byrne na iniciativa.

Segundo o anúncio da Overstock revelado posteriormente em 22 de agosto, Jonathan Johnson ocupará os cargos de Byrne como CEO interinamente, enquanto Kamelia Aryafar ocupará o lugar de Byrne como membro do conselho e vice-presidente executivo da Overstock Retail.

Em setembro do ano passado, o Cointelegraph publicou sobre a venda de Byrne de mais de US$ 20 milhões em ações da Overstock, com ele comentando à epoca, pedindo ao público que "não se preocupe, eu ainda estou no jogo".