Croácia lança a organização de autorregulação Blockchain em meio à tendência crescente mundial

A Associação Blockchain e Criptomeoda da Croácia (UBIK) é uma organização autorreguladora registrada em 13 de fevereiro com o objetivo de criar uma comunidade cripto, educar o público e desenvolver regulamentos no país. Ela iniciou oficialmente as operações ontem, 17 de fevereiro, de acordo com o blog da UBIK.

O conselho de administração da UBIK já se encontrou com o Escritório Central de Administração Tributária da Croácia em 9 de fevereiro para discutir as questões que abragem a tributação da cripto como ganho de capital, os regulamentos das Ofertas Iniciais de Moedas (ICO) e os negócios da empresas de mineração de cripto. O Croatian Bitcoin Portal escreve que os membros da Administração Tributária mostraram vontade de se envolver abertamente com a busca de soluções para questões que se enquadrem na legislação tributária.

A ideia por trás da UBIK foi motivada pelo crescente uso do Blockchain tanto na Croácia como em todo o mundo. Seus membros fundadores são constituídos por uma variedade de entusiastas croatas do Blockchain, incluindo desenvolvedores, advogados especializados e autores de livros relacionados ao Blockchain, escreve o Croatian Bitcoin Portal.

O anúncio de 17 de fevereiro informa que mais de 70 membros se juntaram à UBIK até agora. Nikola Škorić, um dos organizadores da UBIK, anfitrião do meetup Bitcoin Group Zagreb e fundador do serviço de corretagem de criptomoeda Electrocoin, disse que espera promover um ambiente assim para que mais startups Blockchain se instalem na Croácia, relata o jornal croata Poslovni Dnevnik.

O jornal afirma que mais de 25 mil croatas, de um país de 4 milhões, investiram em criptomoeda. Škorić quer que as próximas 20 ICOs croatas sejam realizadas na Croácia, citando o exemplo de empresas baseadas em Blockchain que têm uma participação na Bolsa de Valores de Zagreb e têm de usar entidades legais na Estônia, não na Croácia, devido à falta de cripto claro legislatura no país.

Škorić disse ao Poslovni Dnevnik:

"Queremos que suas startups sejam registradas como empresas croatas e que o capital recolhido venha diretamente para a Croácia, para expandir a base de dados de especialistas que possam trabalhar nesta tecnologia, criar um conjunto de conhecimentos e competências, [...] reforçando a indústrias que operam no Blockchain".

No início desta semana, sete grandes empresas de criptomoeda se uniram para formar a CryptoUK, um órgão autorregulador da indústria de criptomoeda do Reino Unido. A CryptoUK trabalhará em questões como impedir que Bitcoin (BTC) e criptomoedas sejam usados em lavagem de dinheiro e outras atividades ilegais no país, mas não lidarão com regulamento de ICO.

No Japão, houve rumores sobre a formação de um autorregulador parecido, com a Associação Blockchain do Japão (JBA) e a Associação de Negócios de Criptomoedas do Japão (JCBA) se unindo nesta primavera para atuar como um único órgão em relação aos regulamentos da cripto.