Empresa confirma realização da primeira transação de comércio exterior com Bitcoin entre Argentina e Paraguai

A Bitex, empresa que oferece serviços financeiros em blockchain, declarou que viabilizou a primeira transação com Bitcoin entre comerciantes da Argentina e do Paraguai, segundo publicação recente no perfil oficial da companhia no Twitter.

Segundo a publicação, a empresa usou Bitcoin como "ponte" entre as partes em uma operação de comércio exterior.

"O serviço que oferecemos é pagamentos internacionais da moeda local para a moeda local, contas bancárias locais conectadas na blockchain do Bitcoin. O comerciante nunca toca diretamente no Bitcoin, mas aproveita os atributos como tecnologia subjacente para poder realizar transferências internacionais que lhe permitem evitar o uso da rede bancária SWIFT e da rede de correspondentes bancários", disse Manuel Beaudroit, co-fundador e CMO, da Bitex ao portal Cripto Notícias.

Como explica Beaudroit, o Bitcoin foi usado apenas como "ativo de transporte", desta forma nenhuma das partes recebeu ou precisou usar BTC. O criptoativo foi usado apenas pela empresa que recebeu fiat em uma ponta, converteu para BTC e entregou o valor correspondentes da transação na outra também em fiat.

“Isso é mais conveniente porque reduz o processo de conscientização e treinamento dos clientes em relação ao Bitcoin e seu uso”, completou Beadroit.

O executivo garante ainda que a empresa opera serviços regulamentados e segue as legislações locais além de realizar compliance para atender a normas de KYC e AML para evitar que crimes sejam cometidos por meio do serviço.

"Receber pagamento é uma pequena parte de todo o processo. Esses tipos de processos, geralmente liquidados através de bancos, são mais complexos e têm prazos de execução muito longos, em comparação com a proposta da Bitex de levar esses tipos de pagamentos para uma hora".

Como reportou o Cointelegraph, a Venezuela estaria usando Bitcoin (BTC), e não sua moeda digital própria, o Petro, para driblar as sanções dos Estados Unidos em aeroportos.