Monex, proprietária da Coincheck, alerta para golpe com a marca da empresa

A corretora online japonesa Monex Group, proprietária da exchange Coincheck, anunciou em um comunicado divulgado nesta segunda-feira, dia 28, a descoberta de um novo golpe relacionado aos seus negócios.

A fraude, que teve apenas alguns detalhes divulgados, envolve vítimas em potencial que recebem chamadas de uma entidade apelidada de "Monex Coin Management". As vítimas são então convidadas a ligar para um sistema de negociação automatizado vinculado à Monex, algo que não existe na prática.

“O Monex Group e (subsidiárias) não têm qualquer relação com a empresa acima”, afirma o comunicado.

Esse tipo de atividade ilícita permanece comum nas principais exchanges e plataformas de negociação, já que os criminosos tentam roubar as criptomoedas de usuários iniciantes armazenadas em hot wallets.

A Coincheck, exchange adquirida em abril de 2018 pela Monex, sofreu há alguns meses com um gigantesco hack de US$530 milhões.

Como parte de seu acordo de resgate, a Monex garantiu à exchange uma licença para operar junto aos reguladores japoneses neste mês, após o início do reembolso das vítimas do hack.