Coinbase Wallet adiciona suporte para o Dogecoin em seu app

A Coinbase, maior exchange de criptomoedas dos Estados Unidos, adicionou suporte ao Dogecoin (DOGE) em seu serviço de carteira para criptomoedas, o  Coinbase Wallet, de acordo com um anúncio publicado no último dia 1 de maio.

O anúncio afirma que os usuários podem agora armazenar o DOGE diretamente no aplicativo Coinbase Wallet. A cripto juntou-se, assim, a outras moedas digitais - Bitcoin (BTC), Ethereum (ETH), Bitcoin Cash (BCH), Ethereum Classic (ETC), Ripple (XRP), Stellar Lumens (XLM) - já suportadas pelo serviço. A carteira também suporta o DOGE Testnet.

O DOGE foi inventado em 2013 como uma moeda de brincadeira, cujo logotipo apresenta a semelhança de um cachorro da raça shiba inu, o mesmo do meme doge. Seu inventor Jackson Palmer inventou o símbolo para zombar de uma campanha publicitária em torno das criptomoedas no Vale do Silício.

Em setembro passado, o CEO da SpaceX e da Tesla, Elon Musk, pediu a Palmer que o ajudasse a combater golpistas de criptomoedas "irritantes" no Twitter. Em resposta, Palmer enviou a Musk um roteiro que poderia ajudar a combater o problema.

No momento desta publicação, o DOGE é a 27ª maior criptomoeda por capitalização de mercado no CoinMarketCap. A moeda é negociada atualmente a US$ 0,002, ganhando 3,2% nas últimas 24 horas. A capitalização de mercado do DOGE é próxima de US$ 309 milhões, enquanto o volume diário de transações é em torno de US$ 33,8 milhões.

Em março, a Coinbase introduziu um serviço para vincular as contas dos usuários em sua plataforma principal ao aplicativo Coinbase Wallet. A carteira agora pode ser conectada à plataforma para transferências rápidas da conta principal para a carteira.