CME não irá apresentar Futuros Altcoin muito em breve, diz CEO

O Chicago Mercantile Exchange (CME) não apresentará futuros sobre criptomoedas além do Bitcoin (BTC) em um futuro próximo, revelou o CEO da CME, Terry Duffy, em entrevista à Bloomberg em 26 de julho.

Na entrevista, Duffy disse que a empresa deve primeiro avaliar e desenvolver uma abordagem para o Bitcoin, ressaltando que os futuros do Bitcoin "podem ter sido o lançamento mais polêmico de um produto".

Duffy enfatizou que os contratos futuros de altcoins não podem ser lançados imediatamente, porque são “altamente voláteis e novos”, e a empresa não pode apenas listar produtos para negociação para “ver onde eles estão indo”. Duffy disse: “Eu vou esperar e ver com apenas o Bitcoin por enquanto.”

O CEO reiterou a posição anterior da empresa no lançamento de futuros de altcoins, tendo dito no início deste ano que listar outra criptomoeda seria "um pouco irresponsável no momento".

A CME, uma das maiores bolsas do mundo, lançou o mercado de futuros de Bitcoin em 17 de dezembro, uma semana depois que os futuros de BTC foram introduzidos pela maior bolsa de opções dos EUA, o Chicago Board Options Exchange (CBOE).

Enquanto a CME está adotando uma abordagem cautelosa para introduzir os futuros de altcoins, seu principal concorrente, o CBOE, está "monitorando definitivamente outros mercados", revelou o diretor de desenvolvimento de produto da CBOE, Dennis O'Callahan, em uma entrevista à Cointelegraph. O'Callahan disse: "... estamos definitivamente monitorando outros mercados para garantir que a infra-estrutura e tudo está em funcionamento, caso desejemos buscar outras criptomoedas".

Na semana passada, CME informou que seu volume diário médio de futuros BTC (ADV) aumentou 93% no segundo trimestre em relação ao primeiro trimestre de 2018, enquanto o número de contratos abertos em futuros de Bitcoin ultrapassou 2.400, o que representou um aumento de 58% desde Q1