Bônus de Natal? Maduro promete distribuir criptomoedas para 8 milhões de venezuelanos

O presidente venezuelano Nicolás Maduro anunciou que esta semana o governo pagará meio petro a aposentados e funcionários públicos venezuelanos como bônus de Natal.

Com um total de 4.500.000 aposentados e 3.500.000 funcionários públicos, Maduro disse, em 15 de dezembro, que espera entregar meio petro a mais de 8 milhões de venezuelanos nesta semana. Isso segue o discurso feito por Maduro em meados de novembro.

Com um valor fixo de US$ 60 estabelecido pelo governo venezuelano, o bônus médio em petro que cada venezuelano receberá será equivalente a US$ 30. Estima-se que o governo doará cerca de US$ 240 milhões, de acordo com a avaliação dada à criptomoeda do estado.

Maduro decretou que esta semana começará uma "nova etapa de proteção econômica e social" na economia venezuelana, referindo-se à entrega de meio petro aos venezuelanos.

O presidente expressou de maneira direta que "eles estão construindo o petro(...)há quase 2 anos" e acrescentou que "a primeira coisa que ele fez com o petro foi colocar 5 bilhões de barris de petróleo como apoio", concluindo que eles já estão produzindo esses barris de petróleo para tê-los "apenas para o petro". No entanto, ele também mencionou mais tarde que eles já têm "30 milhões de barris de petróleo" que fazem parte da "riqueza material física direta que sustenta o petro para quem quiser reivindicá-lo".

Maduro também especificou que já assinou acordos com "50.000 comerciantes no país" para aceitar a criptomoeda como forma de pagamento dentro de seus estabelecimentos.

Dada a história do governo venezuelano de não cumprir promessas relacionadas ao petro, o Cointelegraph aconselha os leitores a abordar as notícias sobre o assunto com ceticismo.