Baidu, a versão chinesa do Google, junta-se ao Hyperledger. Quem é o próximo?

O Hyperledger anunciou que o Baidu se juntou ao projeto como Membro Premier. O diretor executivo do Hyperledger, Brian Behlendorf, em nome do projeto, deu as boas-vindas ao Baidu:

"É emocionante ver uma empresa como o Baidu, que serve a maior população de usuários de Internet do mundo, juntar-se ao Hyperledger. Sua compreensão profunda na conexão de usuários com informações e serviços será uma tremenda experiência para nos alavancar, à medida que procuramos expandir nosso alcance ainda mais na Ásia e impulsionar mais implementações globais de produção da tecnologia Hyperledger".

O Hyperledger, de acordo com seu site, é um esforço colaborativo de código aberto criado para avançar as tecnologias Blockchain entre empresas.

Criado em 2015 pela Linux Foundation, o Hyperledger atraiu muitas companhias influentes como J.P. Morgan, Airbus, Intel, Cisco e Wells Fargo. O projeto é uma aliança global Blockchain com enorme influência.

O vice-presidente do Baidu, Zhang Xuyang, reagiu ao anúncio dizendo:

"Nós acreditamos que a tecnologia Blockchain nos permitirá adaptar melhor nossa tecnologia de pesquisa às necessidades dos nossos usuários, aumentando a maneira como otimizamos os gostos e as preferências locais. Estamos entusiasmados em fazer parte do Hyperledger e estamos ansiosos para colaborar com outros membros para impulsionar as soluções abertas Blockchain".

Após o governo chinês expulsar o Google, o Baidu tornou-se o motor de busca dominante na China. Agora, é uma das maiores empresas de internet da China, além de um dos principais líderes da IA ​​em todo o mundo. Ele é membro do "BAT" (Baidu, Alibaba eTencent), que é a versão chinesa do "FLAG".

O Baidu não é a única empresa gigante de tecnologia chinesa que mostra interesse pela tecnologia Blockchain. Na verdade, foi deixado para trás por seu oponente.

Em julho de 2016, o Alibaba usou o Blockchain em sua plataforma de caridade, tornando a informação das doações mais transparente. Então, ao cooperar com diferentes empresas e comprar start-ups, o Alibaba aplicou a tecnologia Blockchain em várias áreas, incluindo segurança alimentar e segurança de e-mail.

Além disso, a Ant Financial, uma subsidiária do Alibaba, incluiu o Blockchain em suas futuras áreas de desenvolvimento, juntamente com AI, segurança, IoT e computação em nuvem.

Ele mesmo tentou cooperar com o governo chinês na construção de cidade, com a tecnologia Blockchain. Além do Alibaba, Tencent, o designer do WeChat e o QQ entraram na arena Blockchain no ano passado.

Em maio de 2016, a Tencent participou do estabelecimento do Financial Blockchain Shenzhen Consortium, que é a maior aliança Blockchain da China. A Tencent também incluiu o Blockchain em seu futuro plano de desenvolvimento.


Siga-nos no Facebook