Baidu, gigante chinês da tecnologia, lança livro branco da "Super Chain"

A empresa chinesa de serviços de busca e web Baidu lançou o Livro branco do Blockchain Baidu Blockchain White Paper V1.0 na quarta-feira, 26 de setembro, que descreve a criação de um sistema de rede “Super Chain”.

O Baidu Blockchain Lab divulgou o livro branco sobre o blockchain focado no “desenvolvimento independente do sistema de rede 'Super Chain'”. O documento introduz a ideia de comercializar a plataforma blockchain-como-serviço (BaaS, blockchain-as-a-service) de blockchain em nuvem da Baidu, além de seis aplicativos baseados no Super Chain; Totem, Degree Universe, Baidu Association, Treasure Chest, Encyclopedia Online e Hubert.

De acordo com o livro branco, a Super Chain da Baidu é mais eficiente do que um blockchain tradicional, com um alto grau de utilização de hardware. Por Baidu, os nós da Super Chain "usam computação paralela de múltiplos núcleos para maximizar a utilização da CPU e aumentar o throughput".

A Super Chain é uma rede estéreo que suporta cadeias laterais paralelas. Existe uma cadeia de raiz, que gerencia as cadeias paralelas e as diretrizes de operação de toda a rede, que suporta a troca de dados com cada cadeia.

A Super Chain opera no que é chamado de “mecanismo de consenso conectável”. Dentro da rede, a Super Chain permite que diferentes cadeias paralelas escolham seus próprios mecanismos de consenso. Ela também suporta a escalação de consenso através de um mecanismo de votação.

O livro branco afirma que a Baidu se concentrará na aplicação da tecnologia em segurança alimentar, qualidade do produto, novo varejo, nova fabricação, financiamento da rede de suprimentos, propriedade intelectual e comércio, viagens, turismo e redes sociais.

Os serviços modulares da Baidu Super Chain incluirão cenários de certificação, direitos digitais, compensação e liquidação, financiamento da rede de suprimentos, ativos digitais e jogos.

Em junho, a gigante de busca na internet revelou seu protocolo Super Chain no contexto da redução do consumo de energia nas operações de mineração de criptomoedas.