Casa de câmbio chinesa OKEx sofre hack de US $ 3 milhões, polícia não se imoorta

Em 28 de agosto, um usuário informou que sua conta OKEx foi logada por um IP alemão e participou da negociação BTC-ETC. O hacker vendeu todos os Bitcoins e cancelou todas as ordens pendentes dentro de uma hora.

Tal comportamento resultou em uma perda de 200 Bitcoins, que vale mais de cinco milhões de yuan (cerca de 750.000 dólares).

O OKEx pertence à OKCoin, que é uma importante plataforma de negociação chinesa de Bitcoin, fundada em 2013.

Ao mesmo tempo, alguns outros usuários relataram ataques semelhantes. Todas as vítimas perderam cerca de seiscentos Bitcoins no total, no valor de mais de 20 milhões de yuan (cerca de três milhões de dólares).

Com base na situação atual, o OKEx fez um anúncio.

A OKEx afirma que o roubo foi realizado por hackers, e isso não tem nada a ver com a plataforma. As vítimas foram orientadas a chamar a polícia por sua conta e risco.

No entanto, uma vez que o comércio de Bitcoin foi banido na China no mês passado, a polícia chinesa considera o comércio de Bitcoin como um tipo de esquema de pirâmide e se recusa a aceitar o caso.

Por consequência, os comerciantes chineses agora têm que prestar mais atenção à segurança de suas contas para evitar perdas desnecessárias.