China: PBOC começa com o lançamento Blockchain com 'plataforma de registro Blockchain'

O banco central da China percebeu o primeiro do que provavelmente serão muitas implementações Blockchain na forma da Blockchain Registry Open Platform (BROP), lançada segunda-feira, 26 de março

Inaugurado na Cúpula Global de Ciência e Tecnologia Financeira, na cidade de Hangzhou, o BROP é um protocolo Blockchain aberto desenvolvido pelo Zhongchao Blockchain Research Institute. O Instituto é o último elo de uma cadeia de subsidiárias sob a propriedade final do People’s Bank of China (PBOC).

O BROP tem como alvo múltiplos setores econômicos e tem como principal objetivo diminuir os encargos burocráticos, incluindo os requisitos de autenticação para órgãos governamentais.

A inauguração mostra que o PBOC finalmente traz à vida os resultados de sua fervorosa atividade de patentes da Blockchain, tendo o banco submetido quase 70 patentes desse tipo no ano passado.  Em 2017, a China alegadamente apresentou a maioria das patentes Blockchain de qualquer país do mundo.

"Começamos o layout da tecnologia blockchain no início de 2015 e montamos o Zhongchao Blockchain Research Institute no ano passado", disse Fan Guifu, CEO da corporação acima do Instituto Zhongchao Credit Card Industry Development, segundo noticiou a agência de notícias local Tencent.

“Nosso foco principal é o desenvolvimento da blockchain e outras tecnologias financeiras emergentes.”

Enquanto a posição draconiana da China sobre o comércio de criptomoedas, propriedade e investimento continua, o Blockchain tem sido um tópico de interesse para as autoridades.

Em agosto do ano passado, o Cointelegraph relatou uma conspícua manobra de contratação do PBOC em busca de especialistas da Blockchain.