Governo catalão considera blockchain para sistema público de votação online

O chefe do conselho de participação cidadã do governo catalão afirma que a autoridade está considerando a blockchain para o sistema de votação da comunidade, informa o jornal diário espanhol La Vanguardia na segunda-feira, 19 de novembro.

No início de outubro, a Generalitat da Catalunha aprovou um projeto preliminar para estabelecer um sistema de votação eletrônica para residentes no exterior em grandes eleições e outros processos de votação na comunidade autônoma.

Recentemente, Ismael Peña-López, diretor de Participação do Cidadão do Governo da Catalunha, revelou que o governo espera introduzir um sistema externo de votação eletrônica até o ano 2020, bem como estender a votação eletrônica a todos os eleitores.

De acordo com Peña-López, professor de Direito e Ciência Política na Universidade Aberta da Catalunha (UOC), o uso de blockchain no sistema de votação eletrônica estadual ainda está sendo considerado, embora a Generalitat ainda não tenha decidido sobre o assunto. importam:

"Uma opção interessante é usar blockchain. [...] A Generalitat não assumiu um compromisso claro com o blockchain e ainda está explorando quais opções existem antes de decidir."

O diretor observou que, independentemente da tecnologia que o governo decida usar no sistema de votação, deve incutir confiança. La Vanguardia cita Peña-López, "É uma questão de conscientização. O governo é mais respeitoso do que um comércio. Eu gostaria de pensar que somos capazes de convencer as pessoas de que é confiável."

No início de julho, o governo da Catalunha revelou um plano de implantação de tecnologia blockchain nos seus processos de administração pública, a fim de melhorar os “serviços digitais para o público”.

A comunidade catalã tem se esforçado para obter a independência do governo espanhol desde 1922. Em 27 de outubro de 2017, o parlamento catalão declarou sua independência da Espanha, após um controverso referendo.

Em outubro de 2018, a agência de notícias espanhola El Confidencial informou que o ex-presidente catalão Carles Puigdemont solicitou doações em cripto do público. Puigdemont supostamente pediu doações de criptos, a fim de esconder o apoio financeiro aos políticos do governo catalão.

Segundo o jornal espanhol El Mundo, o governo de Carles Puigdemont usou o Bitcoin (BTC) para financiar iniciativas de promoção da independência.