Startup canadense de blockchain OpenLaw faz parceria com seis grandes firmas de advocacia para integrar sistema de smart contracts no Ethereum

A startup de blockchain OpenLaw anunciou em 7 de maio que seis das principais empresas de advocacia do Canadá - em parceria com a empresa de consultoria de blockchain GenesisB - desenvolverão um “modelo legal inteligente inovador” na blockchain Ethereum. Notavelmente, o projeto será construído sobre a plataforma de contratos inteligentes da OpenLaw.

De acordo com o blog na startup, o projeto piloto apoiado por seis dos principais escritórios de advocacia do Canadá, busca explorar os benefícios de usar contratos inteligentes no espaço legal. O projeto também visa desenvolver uma melhor compreensão de como a tecnologia emergente pode ajudar os participantes a atender seus clientes. As seis empresas jurídicas envolvidas no projeto são a Bennett Jones LLP, a Blake Cassels & Graydon LLP, a Davies Ward Phillips & a Vineberg LLP, a Fasken Martineau Dumoulin LLP, a Norton Rose Fulbright LLP e a Stikeman Elliott LLP.

O projeto já existe há seis meses e já forneceu resultados. Os escritórios de advocacia participantes automatizaram uma conta de depósito de M&A (fusões e aquisições), codificando várias cláusulas legais com a ajuda da tecnologia de contrato inteligente. O acordo resultante automatizou questões relativas a pedidos de indenização, pagamentos de capital de giro e disputas básicas usando uma moeda estável interna.

A iniciativa busca demonstrar até que ponto os contratos inteligentes podem simplificar o trabalho dos profissionais de direito, dando-lhes mais tempo para se concentrarem em questões que exigem um elemento mais humano. O projeto piloto também deu aos advogados participantes experiência prática com o processo de criação, teste e execução de um acordo legal complexo movido a blockchain.

Aaron Wright, o co-fundador da OpenLaw, disse:

“Enquanto ainda estamos nos primeiros dias de avaliar o impacto da tecnologia blockchain na profissão legal, projetos como esse demonstram o potencial da tecnologia de contrato inteligente. À medida que a adoção cresce, os escritórios de advocacia e as empresas podem usar o OpenLaw para simplificar a automação de contratos, enquanto se preparam para o uso de contratos inteligentes. ”

A utilização da tecnologia Blockchain pelo ramo jurídico não para de crescer. Conforme reportado anteriormente, Zhang Wen, o presidente do Tribunal de Internet de Pequim, afirmou que a tecnologia de contabilidade distribuída (DLT), juntamente com AI está sendo cada vez mais usada para resolver casos judiciais na China.