Polícia canadense pede assistência pública para identificar fraudadores de Bitcoin

 

A polícia canadense está buscando informações sobre indivíduos supostamente envolvidos em fraudar caixas eletrônicos Bitcoin (BTC) (BTMs), de acordo com um anúncio publicado pelo Serviço de Polícia de Toronto em 13 de março.

A Equipe de Crimes Cibernéticos do Serviço de Polícia de Calgary (CPS) pediu ao público para ajudar na identificação de quatro indivíduos supostamente envolvidos em múltiplas transações fraudulentas feitas dentro do país e visando uma empresa Bitcoin canadense. Inicialmente, a CPS recebeu as informações em outubro de 2018.

O comunicado de imprensa afirma que em setembro do ano passado, os suspeitos fizeram 112 transações fraudulentas em BTMs em sete cidades canadenses, incluindo Calgary, Toronto, Montreal, Ottawa, Hamilton, Winnipeg e Sherwood Park. A CPS acredita que os suspeitos fizeram ataques com "gastos duplos".

Em tais ataques, o suspeito supostamente retirou dinheiro de um quiosque e posteriormente cancelou sua transação remotamente antes que o operador da BTM pudesse processar a retirada. A fraude supostamente resultou em perdas de CA$ 195 mil (US$ 146,666) para a empresa.

Pesquisa recente publicada pela empresa de análise cripto CipherTrace em janeiro revelou que cerca de US$ 1,7 bilhão em criptomoedas foram obtidos por meios ilícitos em 2018. Desses US$ 1,7 bilhão, mais de US$ 950 milhões foram roubados das cripto exchanges, representando um aumento de 3,6 vezes sobre 2017. Em 2018 pelo menos US$ 725 milhões foram perdidos para fraudes como esquemas ponzi, esquemas de saída e initial coin offerings fraudulentas.

Ao mesmo tempo, a empresa analítica Chainalysis informou que o crime relacionado à criptomoeda diminuiu nos últimos anos, representando apenas 1% de todas as transações de Bitcoin em 2018. A Chainalysis também fez uma previsão das tendências criminosas no espaço em 2019, destacando o aumento uso de plataformas descentralizadas e esforços para mover e lavar dinheiro ao redor do mundo através de criptomoedas.