Banco Caixa bloqueia R$ 198 mil de trader de Bitcoin; Justiça determina que conta seja restabelecida

O Tribunal Regional Federal da 2a. Instância (TRF-2) determinou que o acesso de um cliente do Banco Caixa a sua conta depois que uma transferência de R$ 180 mil para compra de Bitcoin (BTC) pelo cliente resultou no estorno do valor e bloqueio da conta sem aviso prévio do banco. A notícia é do BeInCrypto.

Segundo a matéria, em 31 de outubro, o cliente transferiu R$ 180 mil para uma conta do Banco Itaú para comprar BTCs de um suposto trader, mas o Itaú estornou o valor. A quantia, porém, nunca retornou para a conta do cliente da Caixa, e pior: ele viu seu antigo saldo de R$ 198 mil e toda a conta bloqueados pelo banco.

Segundo a defesa da Caixa, a conta teria sido bloqueada por movimentações atípicas que poderiam caracterizar um "golpe". O banco, porém, agora terá de "esclarecer, pontualmente, o motivo do apontamento de fraude/golpe nas contas bloqueadas dos autores".

Além disso, a decisão da Justiça brasileira diz que "não consta nos autos nenhum documento que comprove justamente o estorno de R$ 180.873 para as contas, nem para qualquer das outras".

A Caixa também deverá agora fornecer dados sobre a movimentação da conta do cliente em 31 de outubro de 2019, data do ocorrido, e restabelecer o acesso total ao investidor de Bitcoin.