Buscas por 'Ethereum' no Google atingem menor volume dos últimos três anos

Dados obtidos na ferramenta Google Trends mostram que o número de pesquisas no principal buscador do planeta para o termo "Ethereum" atingiu o valor mais baixo desde fevereiro de 2017.

Uma das formas mais populares de analisar o mercado de criptomoedas é saber quantas pessoas estão procurando pelo ativo digital na ferramenta de buscas do Google.

Nos Estados Unidos, o valor atual é de 3 em cada 100. Em todo o mundo, o valor está em 5 a cada 100 - o nível mais baixo em quase três anos.

O pico dos 100 aconteceu em dezembro de 2017, quase dois anos atrás durante a alta recorde da maioria das criptomoedas.

Os volumes sociais também capitularam de acordo com a análise da Santiment, uma empresa de análise de dados de criptomoedas. A empresa afirma que há um certo padrão e uma aparente correlação entre volumes sociais e o preço dos ativos digitais.

A Santiment diz que as conversas sobre o Ethereum atingem um pico quando o preço do ativo atinge um pico temporário, com as conversas atingindo um nível baixo quando o preço apresenta uma queda. Um porta voz da empresa afirmou:

"O volume social (ou a quantidade de hype on-line e discussões em torno de uma determinada moeda) geralmente atinge o topo e o fundo dos movimentos de preço do Ethereum. Às vezes, esses picos são temporários, seguidos por preços ainda mais altos após pequenos recuos (como o primeiro pico de volume social no início de maio)."

Segundo os dados da Santiment, o volume social está voltando a aumentar, com o Ethereum se aproximando dos níveis baixos dos últimos seis meses novamente.

O porta voz da empresa complementou:

"Embora eu pessoalmente não chame isso de aumento de volume social ainda, estaremos observando atentamente esse indicador para ver se ele mostra sinais de capitulação temporária, como ocorreu em meados de julho e final de setembro, pouco antes do preço começar a subir novamente.”

O uso de citações de criptomoedas em redes sociais como forma de análise de mercado é muito popular entre especialistas. Apesar disso, muitos não sabem indicar o que acontece primeiro - o movimento de preço ou o hype nas redes sociais.

O que se sabe, entretanto, é que quanto mais o preço de um ativo digital sobre, mais as pessoas começam a falar sobre isso nas redes sociais.

É por isso que uso de influenciadores digitais para promover projetos no mercado de criptomoedas é muito comum. É preciso, entretanto, ficar atento: como mostrou o Cointelegraph, o desenvolvedor de Bitcoin Jimmy Song acredita que a maioria destes "especialistas em marketing" acabam trabalhando para projetos fraudulentos.