Rede Banco24Horas desenvolve sistema interbancário em blockchain

O executivo Jaques Rosenzvaig, diretor-geral da empresa de tecnologia bancária TecBan, brasileira dona da rede de caixas eletrônicos Banco24Horas, revelou ao portal EXAME que a empresa desenvolveu um sistema interbancário em blockchain. A entrevista com o executivo, classificada como "rara" pelo portal, foi publicada nesta quinta, 15 de agosto.

Segundo Rosenzvaig, "o cliente é quem escolherá como quer utilizar seu dinheiro [no futuro próximo]. Cabe a nós oferecer diversos canais. Haverá convivência entre os meios". A rede Banco24Horas é a maior do país, com 23.000 ATMs e mais de 135 milhões de pessoas atendidas.

O executivo diz acreditar na integração entre os ambientes físico e digital para as instituições financeiras através da tecnologia blockchain:

"Neste ano lançamos um sistema bancário construído em blockchain. O serviço possibilita às instituições financeiras informar a disponibilidade e a necessidade diárias de dinheiro. A solução garante segurança e gera economia de 10 a 15% ao sistema bancário".

Ele ainda ressalta que outras iniciativas, como o saque digital via QR Code ou pelo telefone celular hoje permitem que "a quessoa que vai sacar não precise ter conta em banco".

Na entrevista, o diretor-geral da TecBan diz que já foram investidos R$ 2 bilhões nos últimos 5 anos na expansão e criação de novos produtos e serviços, R$ 350 milhões só em 2019, que, espera-se, traga um crescimento de 20% na receita bruta da empresa.

Ele ainda fala sobre o futuro dos caixas eletrônicos, conhecidos mundialmente como ATMs, dizendo que eles ainda vão "continuar sustentando o dinheiro físico. Mesmo em países ricos, o papel-moeda não deixará de circular tão cedo". E conclui:

"Não vemos a exclusão de meios de pagamento, mas a ampliação das opções".