EOSIO Labs da Block.one lança extensão de autenticação para iOS e Chrome

O EOSIO Labs, da Block.one lançou o Reference Authenticator Apps para iOS e Chrome. O desenvolvimento foi anunciado em um post publicado no dia 29 de maio.

De acordo com o post, os desenvolvimentos recém-implementados abordam melhorias na segurança, interoperabilidade e usabilidade de autenticadores, contribuindo com código de trabalho e exemplos. Autenticadores são ferramentas baseadas em software que implementam serviços de verificação em duas etapas, gerando uma chave secreta para cada usuário.

O aplicativo EOSIO Reference iOS Authenticator foi projetado para permitir que os usuários façam login e aprovem transações de aplicativos da Web em execução no Mobile Safari e em outros aplicativos iOS nativos no mesmo dispositivo.

O EOSIO Reference Chrome Extension Authenticator permite que os usuários façam login e aprovem transações de aplicativos da Web em execução no Google Chrome no computador, enquanto o gerenciamento de chaves e a assinatura ocorrem na extensão do Chrome protegida por uma frase secreta, explica a postagem.

A empresa observa ainda que o Authenticator Apps não se comunica diretamente com os nós EOSIO, sendo totalmente agnóstico. Todos os dados necessários para exibir e assinar uma transação são transmitidos pelo aplicativo que propõe a transação.

Como previamente relatado , a descentralização pode ser um dos pontos mais fracos do projeto da block.one a criptomoeda 'EOS. Em novembro de 2018, seu modelo de governança foi exposto, sugerindo que algumas transações confirmados foram revertidos à tona na mídia social o que intrigou alguns especialistas, bem como entusiastas de criptomoedas.

Além disso, em outubro de 2018, acusações surgiram acusando os maiores Produtores de Blocos da plataforma - entidades que essencialmente conseguem “minerar” a blockchain da EOS após serem eleitas - de “voto mútuo” e “conluio”, sugerindo que todo o modelo de governança poderia ser corrupto. .

Em 20 de maio, hackers white hat teriam recebido 32 mil dólares em recompensas a partir de 28 de março, ao reportarem falhas de segurança em projetos de criptomoedas e blockchain, no que block.one emitiu uma recompensa de US$ 10.000.