Blockchain.com pede registro no Brasil para carteira de hardware de Bitcoin

Um dos maiores serviços de carteira de Bitcoin do mundo, a Blockchain.com, antiga Blockchain.info, pediu registro no Brasil para seu dispositivo físico de armazenamento de criptomoedas, o Blockchain LockBox, conforme publicação da Revista de Propriedade Intelectual (RPI) em 30 de julho.

Blokchain LockBox, possui tecnologia da Ledger e pode ser integrada a carteira on-line da Blockchain.com e também com a Ledger Nano S. O dispositivo foi lançado em 2018 na Europa.

O presidente da Ledger, Pascal Gauthier, comentou sobre a iniciativa da Blockchain de integrar seu software não-custodial a uma solução de armazenamento de hardware desenvolvida pela Ledger, dizendo que ambas as empresas são "hiper-focadas" em segurança no espaço dos criptoativos.

"O Lockbox é um reflexo do que nossas empresas fazem melhor. Criamos uma elegante integração de software e hardware que oferece mais funcionalidades do que existia anteriormente em nosso espaço. Estamos entusiasmados em oferecer o Lockbox para os usuários da Blockchain para que eles possam facilmente gerenciar seus fundos online e offline sem problemas ”, disse na época do lançamento Peter Smith, CEO e co-fundador da Blockchain.

Como reportou o Cointelegraph, a LedgerX provedora de derivativos de Bitcoin (BTC) dos Estados Unidos lançou oficialmente a negociação de futuros de Bitcoin físicos, tornando-se a pioneira do mercado doméstico neste tipo de oferta.

Os futuros físicos de Bitcoin são diferentes daqueles oferecidos por algumas de suas primeiras operadoras em 2017. Em vez de apenas ganhar com exposição do Bitcoin, os investidores recebem a entrega, o que exige que eles entendam como interagir, além de apostar em seu preço.