‘Blockchain impactará todas as indústrias e relações’, dizem professores de curso sobre o tema no Insper

Referência em ensino e pesquisa sobre Administração, Economia, Direito e Engenharia no Brasil, o Insper anunciou nesta semana o lançamento de um curso que tem a tecnologia blockchain como principal assunto. 

Em entrevista ao Cointelegraph, os advogados Rodrigo Borges e Tatiana Revoredo, idealizadores e professores do curso, falaram sobre a iniciativa e cravaram: "a blockchain tem potencial para impactar todas as indústrias e a relação entre cidadãos e governos".

Na conversa, também falaram sobre o que os faz acreditar no potencial da blockchain para transformar o mundo. Confira abaixo:

Cointelegraph: Por que promover cursos sobre blockchain?

Rodrigo Borges e Tatiana Revoredo: As pessoas comentavam conosco que seria interessante se trouxéssemos para o Brasil uma visão mais holística [sobre o tema], tendo em vista a nossa experiência internacional.

Diante disso, começamos a desenhar uma estrutura de curso, na qual buscamos ampliar o enfoque para além dos criptoativos, pois acreditamos que a blockchain tem potencial para impactar todas as indústrias e a relação entre cidadãos e governos.

CT: A educação em blockchain e criptomoedas é uma área ainda em desenvolvimento, tanto no Brasil quanto no mundo. Foi difícil abrir portas numa instituição de ensino do porte do Insper?

RB/TR: O Insper é uma instituição reconhecida por sua seriedade e qualidade no ensino, destacando-se os cursos de educação executiva, no qual permite aos profissionais o aprendizado contínuo, nos mais variados e atuais assuntos.

Diante disso e, somado ao fato que nos conhecemos durante um curso no Insper, foi natural procurarmos a escola para a estruturação do programa.

Desde o início o Insper se mostrou muito disposto e interessado pelo programa, deixando claro estar atento às evoluções do mercado e tendências mundiais.

CT: Como foi montada a grade do curso? O que vocês pretendem oferecer aos alunos?
 
RB/TR: A grade foi montada com base nos insights de como a blockchain está afetando as diversas indústrias, tendo por base também o mapa do ecossistema blockchain no mundo e as habilidades e conhecimento exigidos dos líderes de negócios e inovadores para a utilização desta tecnologia como solução de diversos problemas.

Nosso objetivo é capacitar os alunos para aplicação prática de soluções blockchain nos negócios a partir da análise crítica dos riscos e benefícios trazidos pela tecnologia blockchain.

CT: Quais as perspectivas de vocês para o mercado blockchain no Brasil? 

RB/TR: A blockchain é uma tecnologia de núcleo que não só potencializa outras tecnologias como inteligência artificial, BigData, internet das coisas, etc., como também possibilita a automação da confiança, podendo ser implementado de maneiras ainda inimagináveis.

Deste modo, tem potencial de impactar profundamente modos de vida, modelos corporativos tradicionais, instituições em escala global e a sociedade como um todo.

Tomando de exemplo o cenário internacional, entendemos que a aplicação da blockchain no Brasil é muito promissora, de forma que conhecer tal tecnologia pode ser um importante diferencial competitivo.

Dentre as áreas de possível atuação destacamos o setor financeiro, cadeia de suprimentos, energético, saúde, e-government, cyber segurança, mercado imobiliário, marketing e publicidade, agronegócio dentre outros.

 

O curso do Insper não é a única iniciativa educacional relacionada à blockchain do Brasil. Recentemente, como mostrou o Cointelegraph, a Câmara de Comércio Brasil-Canadá firmou parceria com o Blockchain Research Institute (BRI) para oferecer conteúdo técnico e estudos aos seus associados.