A provedora de tecnologia de Blockchain Bitfury ganha aprovação governamental para um centro de dados de $35 milhões na Noruega

A empresa de tecnologia Blockchain Bitfury anunciou que abrirá um centro de dados "eficiente em energia" na Noruega em 20 de março em um acordo com a benção do governo.

Em uma publicação em um blog, o negócio confirmou que abriria dois sites em torno da cidade de Mo i Rana, investindo 274 milhões de coroas (US$35 milhões) em infraestrutura e contratando 30 funcionários.

O movimento ocorre em um momento em que a mineração de Bitcoin em particular está sob vigia por seu impacto ambiental e processo de fabricação inútil.

Comentando o centro de dados, o ministro do Comércio e Indústria da Noruega, Røe Isaksen, disse que estava "encantado" que a Bitfury optou por se instalar no país.

"Os dados tornar-se-ão um recurso cada vez mais importante para a comunidade empresarial, bem como para a sociedade em geral", a publicação do blog o cita.

"Isso representa uma grande oportunidade econômica para as empresas norueguesas. A indústria de centro de dados está crescendo rapidamente e oferece à Noruega oportunidades de crescimento econômico e novos empregos".

A empresa acrescentou que estava "comprando cerca de 350 GWh de energia 100% renovável por ano do fornecedor local Helgeland Kraft" para alimentar o centro de dados.

Um tweet reivindicou o governo norueguês estava em uma "parceria oficial" com o Bitfury, mas nem a publicação de acompanhamento nem a imprensa local confirmaram o relacionamento.

Cointelegraph relatou em 19 de março que um grupo de russos da indústria de criptos procurava fazer os mineradores desligar seus equipamentos por uma hora em homenagem à Hora da Terra, 24 de março.