Campanha publicitária baseada em blockchain para a PepsiCo aumenta a eficiência em 28%

Um teste para campanha publicitária da PepsiCo baseada em blockchain teve aumento de 28% na eficiência, de acordo com um comunicado de 6 de maio.

A agência de mídia Mindshare diz no texto que o experimento era parte do Project Proton, que usa contratos inteligentes para garantir que empresas paguem somente por impressões de anúncios que são genuínas, seguras para a marca e livres de fraude.

A rede de propriedade da WPP disse que, se comparada com uma campanha promovida sem contratos inteligentes, teria havido aumento de 28% em termos de custos para impressões visualizadas. O teste foi realizado na região da Ásia-Pacífico em março deste ano.

De acordo com o comunicado, as partes envolvidas esperam que a tecnologia possa elevar o patamar do orçamento de propagandas e melhorar a transparência em geral. A PepsiCo diz que agora planeja promover mais testes em campanhas para medir o impacto amplo da tecnologia blockchain.

Os contratos inteligentes foram desenvolvidos em uma blockchain pertencente à Zilliqa Research, companhia de tecnologia baseada em Cingapura, de acordo com o texto.

Como noticiou o Cointelegraph, Mindshare e Zilliqa fecharam uma parceria para começar a testar soluções em blockchain em novembro de 2017.

No mês passado, o navegador descentralizado Brave revelou uma nova opção para permitir a seus usuários conquistar recompensas por assistir propagana. Além de incentivar os consumidores, a empresa disse que a tecnologia diminui fraudes e diminui custos para anunciantes.