Lançada plataforma de Jornalismo baseada em Blockchain, Civil

Rede de jornalismo baseada em blockchain, Civil, anunciou seu lançamento em um post no blog oficial em 1 de março.

Civil é uma plataforma de jornalismo independente que visa desenvolver um modelo alternativo de apoio ao jornalismo. O ecossistema do projeto tem seu token CVL nativo - o montante do qual será limitado a 100 milhões - que se propõe a fornecer sustentabilidade financeira e melhorar a confiança no jornalismo.

A partir de 6 de março, os usuários supostamente poderão adquirir associação à Civil, incluindo adquirir o CVL, que representará o poder de voto dos membros dentro do ecossistema Civil. "Trinta e quatro milhões de fichas CVL serão cotados pela The Civil Media Company em US$ 0,20 por CVL em 6 de março. Cada token vendido irá desencadear um ligeiro aumento de preço até o último token valer US$ 0,94 por meio de um declive transparente, fixo e linear", diz a postagem.

A empresa irá direcionar 100 por cento do lucro líquido para a organização independente sem fins lucrativos Civil Foundation, que apóia o jornalismo ético em escala global. Além disso, os membros receberão um número equivalente de CVL para sua contribuição financeira para a Fundação Civil.

Dentro do lançamento, o Civil introduzirá duas ferramentas - o Registro Civil e o Publicador Civil. O primeiro é um aplicativo que permite que qualquer redação se inscreva para ser uma redação civil com a comunidade autônoma. Este último permite que as redações civis indexem dados verificáveis ​​sobre suas publicações no blockchain. Cerca de 100 redações estão assinadas para entrar na plataforma.

Notas no post de que o desenvolvimento recente não é outra "venda simbólica", provavelmente referindo-se ao seu lançamento inicial malfadado, quando a venda de tokens da CVL visando um mínimo de US$ 8 milhões não teve sucesso no ano passado. O Civil supostamente levantou apenas US$ 1.435.491 em tokens CVL de 1.012 investidores, enquanto outros 1.738 compradores se registraram para a venda, mas nunca completaram a transação.

Em agosto do ano passado, a Civil firmou uma parceria de licenciamento de conteúdo com a Associated Press (AP), na qual a AP entregaria seu conteúdo, incluindo notícias nacionais e internacionais para o Civil, para que as agências de notícias pudessem acessá-lo na plataforma.