Blockchain e energia - farinha do mesmo saco

A tecnologia Blockchain é a base estrutural sobre a qual a maioria das criptomoedas opera e se tornou um dos avanços tecnológicos mais importantes no século XXI.

Simplificando, um Blockchain é um sistema seguro que armazena informações. Isso geralmente é feito em blocos individuais que são criptografados, formando uma cadeia segura de dados.

O Blockchain do Bitcoin foi o pioneiro na tecnologia como um sistema transacional. O Blockchain é um livro contábil eletrônico, com cada bloco possuindo uma quantidade finita de transações realizadas com criptomoedas. O sistema é completamente descentralizado, com transações verificadas por uma rede mundial de mineradores.

Aqui é onde a questão da energia entra em cena. A verdade é que minar criptomoedas gasta muita energia . Tudo isso se destacou na produção de energia, que é na sua maioria impura e insustentável.

Portanto, essa preocupação levou a uma nova onda de tecnologia Blockchain que procura fornecer aplicativos e inovações para a forma com a qual usamos a energia e como nós vamos fornecer sistemas eficientes de dados e transações no setor.

Pelos números

De acordo com uma pesquisa feita pela empresa de eventos e consultoria Solarplaza, das 90 empresas inclusas em sua análise, mais de 50% dos projetos Blockchain que trabalham no espaço de energia estão baseados na Europa. Os três principais países incluem os EUA, Alemanha e Holanda.

Os projetos de comércio entre pares (P2P)representam os maiores casos de utilização, enquanto cerca de 50% desses projetos estão usando o Ethereum Blockchain.

Como um indicador do quão novo é esse movimento, mais de 70% desses projetos foram formados entre 2016 e 2017 - e um em cada quatro está planejando uma oferta inicial de moeda ou venda de token.

P2P, utilidade, criptomoedas, plataformas, E-carros

A maioria dessas empresas tem sistemas Blockchain peer-to-peer que oferecem uma infinidade de serviços relacionados à indústria.

Vários projetos oferecem serviços descentralizados de comércio de energia. O LO3 Energy, que desenvolveu o Brooklyn Microgrid, permite à comunidade comprar energia através da plataforma. Produtores de energia solar podem vender excesso de energia verde para outros consumidores conectados na plataforma.

Este é apenas um exemplo de uma infinidade de ofertas inovadoras por empresas que oferecem plataformas para pessoas, empresas e indústrias para negociar energia. É interessante notar os gigantes da energia BP, Shell e Statoil fazem parte de um consórcio   que desenvolve uma plataforma da cadeia Blockchain interna do comércio de commodities de energia .

A tecnologia Blockchain também está reformando as funções de utilitários de energia.

Várias empresas foram pioneiras nas plataformas Blockchain. Vencedores do prêmio WEF para plataformas de criação de energia elétrica para contadores de energia criaram desde registros de usuários até a privacidade de dados do medidor. Vários outros projetos baseados em serviços oferecem plataformas de clientes que acompanham o consumo de energia e fornecem preços de energia mais baratos disponíveis na rede.

Isso inclui a IBM, que se uniu com a TenneT para criar uma plataforma piloto usando a tecnologia Blockchain para equilibrar oferta e demanda de eletricidade para garantir um fornecimento contínuo de energia.

Claro, uma série de criptomoedas foi criada para facilitar plataformas de comércio de energia. Um caso de uso direto é a moeda Juliette da Spectral Energy, que é usada pelos moradores de uma comunidade de Amsterdã para pagar pela eletricidade.

A ElectriCChain criou o SolarCoin, que é uma criptomoeda baseada em recompensas para uma rede de geradores de energia solar afiliados. Por cada MWh de eletricidade produzido, você obtém um SolarCoin, que vale cerca de $0,50.

Várias plataformas de energia online também estarão presentes na conferência em Amsterdã. Muitas dessas plataformas oferecem redes globais para criar uma melhor comunicação entre produtores de energia.

Eles também oferecem uma variedade de aplicações que permitem ao setor monitorar a produção e o consumo de energia - para consumidores e produtores. Existem plataformas que oferecem soluções de cadeia de suprimentos para commodities de energia, como petróleo e gás. Algumas oferecem plataformas para que os consumidores busquem as opções de energia disponíveis mais baratas em seu país.

Quatro projetos no relatório são diretamente encaminhados ao setor de veículos elétricos usando o Blockchain para ajudar os usuários a gerenciar e pagar por estações de cobrança e necessidades mais específicas, como compartilhamento de carros e aluguel.

Para completar, uma série de projetos estão fornecendo às pessoas oportunidades de ponta graças à tecnologia Blockchain. O Sun Exchange é um exemplo disso. O projeto possibilita que pessoas possam acoplar painéis solares em locais ideais ao redor do mundo. Os painéis são então alugados, com os proprietários pagando o valor em criptomoedas como o Bitcoin.

Blockchain para o comércio (Blockchain2Business)

Enquanto a lista de projetos de energia envolvidos com Blockchain torna-se muito longa para um único artigo, as pessoas que têm um grande interesse nos projetos Blockchain que reformam o jeito como olhamos a energia têm agora uma plataforma interessante para participar.

Para unir empresas de energia e fornecedores de soluções Blockchain, neste mês de Fevereiro, a Solarplaza   organizou sua primeira conferência Blockchain2Business em Amsterdã. Uma série de empresas Blockchain que são pioneiras do setor, desde a produção de energia até a totalização da energia foi reunida, bem como aqueles que querem saber mais sobre as oportunidades oferecidas pela Blockchain.


Siga-nos no Facebook