Analistas: dados técnicos do Bitcoin mostram sinais de um possível rali no curto prazo

Os principais parâmetros técnicos sinalizam que o Bitcoin (BTC) pode estar encontrando um fundo e, até mesmo, caminhar para um aumento de preços no curto prazo, segundo a afirmação de analistas da Bloomberg em 22 de janeiro.

O indicador GTI Global Strength Technical do Bitcoin está agora em 35,6 - o mais baixo desde dezembro - e avaliado pela Bloomberg como “próximo dos níveis de sobrevenda”. O parâmetro indica que a moeda tem suporte robusto entre US$ 3.000 e US$ 3.100 e está se estabilizando em torno da marca de US$ 3.500.

A Bloomberg mede a probabilidade de um rali de curto prazo através do indicador GRI VERA Trend Signals - VERA, baseado na teoria 'Explosão de Volatilidade Relativamente Ajustada', em tradução livre, e usado para identificar tendências ao longo de vários períodos de tempo.

Ontem o bitcoin rompeu o limite mais baixo do indicador VERA e, embora a moeda tenha se recuperado rapidamente, a Bloomberg sugere que o comportamento pode sinalizar um aumento de preços no curto prazo.  

No momento de publicação dessa notícia, o Bitcoin era negociado com preços em torno de US$3,600 - um aumento de 1,1% no dia. O ativo permanece com mais de 80% do seu valor máximo registrado em dezembro de 2017, quando a moeda atingiu mais de US$20,000.

Em comentários no início desta semana, o investidor e empresário Alistair Milne, do Reino Unidopreviu que o Bitcoin provavelmente repetirá - e até excederá - seu salto de preço recorde:

“A probabilidade de que o Bitcoin corresponda novamente ao seu preço de ATH (alta de todos os tempos) e não continue, parece muito baixa. Cada onda de adoção é uma ordem de grandeza maior que a anterior ”.

Ontem, Adena Friedman, presidente e CEO da Nasdaq Inc., argumentou que, para o Bitcoin e outras criptomoedas evoluírem para uma invenção prática, utilizável e com valor estável, é necessária uma melhor “governança e clareza regulatória” para o setor.