A estabilidade do Bitcoin depende do nível de interação com os sistemas convencionais

As tecnologias disruptivas alcançarão a adoção geral quando se tornarem razoavelmente interativas com as convenções existentes.

Apesar dos seus desafios ao longo dos anos, através das várias crises financeiras, revoluções e até guerras, o dólar americano sobreviveu simplesmente por sua profunda interação com todos os aspectos da economia global.

O poder da interação

O dólar dos EUA continua a ser a moeda mais amplamente aceita em todo o mundo. Por exemplo, um indivíduo viajando da Nigéria para a China não poderá gastar o Naira nigeriano na China.

O viajante precisará trocar o Naira nigeriano pelo Yuan chinês. Localmente na Nigéria, nem o banco central nem as casa de câmbio podem prover o indivíduo com o yuan chinês em troca de seu Naira nigeriano. Na mesma linha, talvez o indivíduo viaje para a China com o Naira da Nigéria, ele não poderá trocá-lo pelo Yuan chinês. Portanto, o viajante primeiro troca seu Naira nigeriano por uma quantidade equivalente de Dólares americanos, depois viaja para a China com os dólares americanos, que ele pode então trocar por um montante equivalente do yuan chinês.

O exemplo acima ilustra a razão pela qual o dólar norte-americano é referido como a moeda base universal. Ele serve como um intermediário ou um link entre quase todas as principais moedas do mundo. Este exercício simples garante a demanda constante do dólar norte-americano no mercado de câmbio, portanto, estabelecendo-o como uma entidade forte, enquanto as moedas fiduciárias estão em causa.

O que o dólar norte-americano finalmente alcança no processo é uma interação extensa com a convenção econômica geral do mundo.

Bitcoin está progredindo

À medida que o crescimento do Bitcoin continua, como moeda e meio de troca, sua força e seu nível de adoção podem ser medidos pelo nível de interação com os sistemas convencionais. Portanto, o crescimento da indústria de remessas, a adoção por comerciantes, os sistemas de pagamento entre outros aspectos são fundamentais para o crescimento do Bitcoin.

O Bitcoin, criptomoeda e sua tecnologia subjacente Blockchain, estão ganhando entrada nos processos de transações existentes. Vários casos abundam em que governos, bancos e instituições convencionais se moveram para estabelecer sistemas que interagem com a tecnologia disruptiva.

Recentemente, o governo dos EUA anunciou seus planos de realizar um Fórum Federal Blockchain dos EUA em 18 de julho de 2017. Este desenvolvimento está em linha com a criação de um plano de seis meses sobre como levar as agências governamentais a colaborarem na criação de mais iniciativas relacionadas à tecnologia Blockchain.

Salários pagos em Bitcoin

Outro exemplo típico da interação Bitcoin / Blockchain com processos convencionais é evidente nas atividades do gateway de pagamento da Bitcoin, a Bitwage, que afirma ter ampliado o sistema de pagamento de salários em Bitcoin para o Reino Unido.

Em um comunicado de imprensa, Jonathan Chester, presidente da Bitwage, anunciou que sua empresa ofereceria a trabalhadores em qualquer lugar do mundo a capacidade de receber salários de empresas no Reino Unido através de parceiros bancários locais.

Chester diz:

"Isso significa que agora os trabalhadores no Reino Unido poderão ter mais diversidade em como eles gostariam de receber seus salários. Eles podem dividir seus salários em qualquer porcentagem entre muitas contas bancárias diferentes e carteiras digitais. Enquanto que para trabalhadores internacionais com clientes do Reino Unido, eles podem receber seus salários mais rápido e mais barato com a mesma facilidade de coleta de fundos em uma conta bancária local ".

Chester também diz que a Bitwage pode receber salários em USD, Euro, GBP, CAD, AUD, CHF e JPY e pode pagar em Bitcoin, Ether, Litecoin, USD, Euro, GBP, BRL, PHP, INR, MXN, ARS, VND , NGN e UAH.

O Bitcoin está se tornando mais estável

O ano de 2017 revelou como a adoção e o aumento do tamanho do mercado afetam a estabilidade do Bitcoin e outras altcoins por extensão. Isso é explicado pelos vários grandes eventos, como a repressão chinesa às exchanges, e a negação do Winklevoss ETF, que deveriam prejudicar significativamente o Bitcoin. No entanto, apenas retrocessos temporários foram experimentads, das quais a criptomoeda repetidamente se recuperou completamente.

Com uma capitalização de mercado atual de mais de US$ 42 bilhões, em comparação com cerca de US$ 15 bilhões em janeiro de 2017, é evidente que a estabilidade da criptomoeda está diretamente relacionada ao seu nível de interação com os sistemas financeiros existentes.


Siga-nos no Facebook